Cabeçalho do Blog

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
PREZADOS LEITORES! À PARTIR DE HOJE ESTAREMOS POSTANDO AS ATUALIZAÇÕES DO BLOG NO NOVO ENDEREÇO ABAIXO: www.batebocamusical2.blogspot.com.br batebocamusica2

28 fevereiro 2013

Santana - O Criador Do Estilo Latin Rock!

                                                             Abraxas (1970)

Santana ou Carlos Santana é um conhecido guitarrista e compositor mexicano. Suas músicas de estilos: rock, pop, hard rock, rock psicodélico, jazz fusion, samba fusion, blues rock e rock latino, seu estilo predominante, são conhecidas mundialmente, tornando-se famoso na década de 60 com a banda Santana Blues Band, conhecida posteriormente apenas como Santana nos anos 70, mais precisamente, após a sua atuação no Festival de Woodstock em 1969, onde ganhou projeção mundial.

Depois de assinar com a Columbia Records, Santana lançou um primeiro álbum auto-intitulado Santana, em 1969. Na época o grupo era formado por: Carlos Santana (guitarra), Gregg Rolie (teclado e vocais), David Brown (baixo), Belen Garay (bateria), Jose Areas e Michael Carabello (percussão). Durante a turnê que fizeram para divulgar o álbum, que incluía os sucessos "Jingo" e "Evil Ways", a banda acabou tocando no Festival de Woodstock.

A apresentação no Woodstock aumentou enormemente a sua popularidade e, a partir daí Santana se tornou um grande nome e um grande sucesso, que começou com o álbum Abraxas, de 1970, destacando a música "Oye Como Va", seguido do álbum Santana III, de 1971. Logo depois a formação original se desfez e Gregg Rolie se tornou um dos fundadores da banda Journey. Carlos Santana manteve o nome da banda e passou a utilizar diferentes músicos em parcerias, somando platéias, com o intuito de continuar na mídia e vendendo cada vez mais.

                                                                                              Santana III (1971)

Além de ser considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos, desde o álbum Supernatural, quando as parcerias tiveram início, seus discos foram aclamados pelo mundo artístico e pela crítica como sendo os seus melhores trabalhos. Óbviamente, eles também são bons, mas não concordo com tal afirmação, pois depois deste disco o seu estilo característico foi perdendo a identidade e se direcionando para o gosto da mídia e daquilo que se vende. Na minha opinião os três primeiros discos são os melhores, são os que representam com fidelidade o seu estilo bem próprio e os que contém os sucessos que ficaram até hoje e ficarão eternamente na memória dos fãs! São eles que indico para download!

Entre os artistas já convidados por Santana para estas participações destacam-se: Steven Tyler, Maná, Kirk Hammet, Rob Thomas, Michelle Branch, Eric Clapton, Dido, The Wreckers, Joss Stone, Seal, Will.I.Am, Mary J. Blige, Sean Paul, Alex Band, Shakira, Chad Kroeger, Wyclef Jean, Tina Turner, Jennifer Lopez, Michael Jackson, P.O.D., Justin Bieber entre outros. Desde o início deste tipo de parcerias, Carlos Santana já recebeu 10 prêmios Grammy. Vejam "aqui" como fazer o download.
Pesquisa: Wikipedia - Adaptação e complementação: Renê

Santana - Black Magic Woman

            

 Temos aqui um bom exemplo do estilo que caracteriza a banda, o latin rock! (Por questões autorais o vídeo escolhido pelo blog foi substituido)

Santana - No One To Depend On

            

Todos indistintamente dão um show nesta música. São ou não são bons?!

Santana - Oye Como Va

            

... E tomem mais rock latino!!! (Por questões autorais o vídeo escolhido pelo blog foi substituido)

Santana - Guajira

            

Em guajira podemos notar uma feliz mistura do latin rock com jazz, mais um toque caribenho talvez...

21 fevereiro 2013

Como Recuperar Arquivos Excluídos Permanentemente Do Seu Computador?

Voluntariamente ou não, você acabou de excluir um arquivo permanentemente, excluindo-o também da lixeira e só agora se deu conta de que não era para ter feito isso. Aquele arquivo era de extrema importância para você e agora está desesperado sem saber o que fazer. Pois saiba que existe uma solução! Talvez você consiga recuperar este arquivo com um programa que se chama "Recuva". O Recuva é um programa que varre todo o sistema do seu computador a procura de rastros de arquivos excluídos permanentemente. Na realidade, quando você exclui algo, aquilo não desaparece de repente e desaparece de vez. Somente desaparece o índice que mostra o caminho para onde ele está. Ele só desaparece de vez quando você coloca um novo arquivo por cima, no mesmo local do HD onde ele estava.
 Aparência do Recuva
                                                                                   Este é o aspecto do programa Recuva

Instalando e usando o Recuva:

1º – Baixe o Recuva. Para baixar clique "aqui".
2º – Depois instale-o no seu computador;
3º – Depois de instalado abra o programa;
4º – Ele iniciará com um assistente. Você pode clicar em “Cancelar”;
5º – Em seguida o programa se abrirá e então clique no local (marcado em vermelho na figura acima) que você deseja que ele procure os arquivos excluídos, isto se o seu HD for particionado ou tiver mais de um; e depois clique em “Verificar”.
6º – Agora espere ele verificar o seu computador, atrás de rastros de arquivos excluídos.


Verificação do Recuva

7º – Ele achará vários arquivos excluídos. Para achar qual arquivo você deseja recuperar é preciso um pouco de paciência. Os que estiverem com a bolinha verde é porque dá para recuperar e os que tiverem com a bolinha laranja ou vermelha é porque estes não se recuperam mais.
 Aparência do Recuva 2

Se o arquivo que você quer recuperar estiver com a bolinha verde, marque a caixa ao lado dele e depois clique no botão “Recuperar”, no canto inferior direito. Ele pedirá para você escolher a pasta onde quer salvar o arquivo recuperado. Escolha e pronto, o seu arquivo que foi excluído permanentemente já está recuperado e estará lá na pasta escolhida.

Dica importante: Quanto mais dias se passarem, mais difícil vai ficando a recuperação do seu arquivo, por isso, o ideal é recuperá-lo o mais rápido possível para se ter maiores chances de sucesso.
Créditos, agradecimentos e texto original: Site "Fique Sabendo" - Adaptação: Renê

19 fevereiro 2013

Cálix - Deserto

            

Ainda me lembro da primeira vez que ouvi Cálix. A música ficou na cabeça e até hoje está comigo. O que mais posso dizer? Sem mais palavras...

Cálix - Ventos De Outono

            

O som que fazem é da mais alta qualidade e bom gosto, o que por consequência agrada a poucos, infelizmente. Bandas assim deveriam ter um maior destaque e incentivo. É uma das melhores partes da nossa cultura sendo deixada de lado!..

16 fevereiro 2013

Premiata - A Banda Que Faz Um Super Prog Italiano


Premiata Forneria Marconi, conhecido também como PFM ou simplismente Premiata, é um grupo musical de rock progressivo italiano que possui grande popularidade desde o início dos anos 70, quando a banda se formou, tanto na Itália como a nível internacional.

O sucesso atravessou fronteiras e abarcou numerosos fãs no Reino Unido, Estados Unidos, Japão, Brasil, entre outros países. Entre os grandes grupos italianos de estilo semelhante, tais como Banco del Mutuo Soccorso e Le Orme, o grupo Premiata fazia parte das bandas consideradas "top de linha" no país e também uma referência mundial no estilo rock progressivo.

Musicalmente o estilo nos lembra grupos como Genesis, a linha progressiva do Pink Floyd, ou mesmo os primeiros trabalhos do King Crimson. E como era uma mera semelhança, eles souberam desenvolver o próprio estilo ainda no início de suas carreiras graças aos notáveis dotes técnicos e musicais dos seus componentes. Para saber mais sobre a banda é só clicar "aqui".

Para download grátis na internet é só pesquisar neste site "aqui", que contém toda a discografia deles. Se tiverem alguma dúvida de como baixar é só entrarem em contato pelo e-mail da página. Eles possuem vários discos bons, mas considero "World Became The World" e "Storia Di Un Minuto" os melhores. Este post  é dedicado ao meu amigo Capanga.
Fonte: http://pt.wikipedia.org

Premiata - Dolcissima Maria

            

Para quem não sabe, esta banda é a criadora desta e de outras lindas canções cantadas por Renato Russo.


Premiata - The Mountain

            

Não subestimem a banda caso não lhes agradem o início espetacular desta suíte, pois logo em seguida vocês levarão o maior susto com a capacidade musical desses caras, que fazem, se não o melhor, um dos melhores prog rocks da Itália dos últimos 43 anos. É só se disporem em ouvir, fecharem os olhos e, de fone no ouvido, fazerem esta fantástica viagem...


Premiata - Impressioni Di Settemmbre

            

Premiata - Storia Di Un Minuto - 1972 (Album Completo)

            

Depois do disco " The World Became The World", que foi praticamente o único que surgiu aqui em São João na época, considero este o melhor disco da banda. Ele é simplismente maravilhoso! Altamente recomendado aos que conhecem e gostam dos caras. Sei que o vídeo é longo, mas não deixem de conferir, ou se arrependerão para sempre!


09 fevereiro 2013

Focus - Um Estilo Único Dentro Do Rock Progressivo


Focus é uma banda de rock progressivo holandesa, que surgiu em 1969, criada pelo organista e flautista Thijs van Leer, pelo baixista Martin Dresden e pelo baterista Hans Cleuver.

A ideia inicial era seguir o estilo da banda Traffic, o que não aconteceu por percalços com a versão holandesa de Hair. Após a temporada do musical, o grupo pode produzir seu primeiro álbum, em 1970, já com a presença de Jan Akkerman na guitarra.

Suas extensas e exclusivas composições instrumentais e improvisações continham muito da música erudita. Um exemplo é a referência à ópera de Monteverdi na canção "Eruption", do álbum Moving Waves. Outra referência está em "Carnival Fugue", de Johann Sebastian Bach, no álbum Focus 3, ou ainda referências ao período do Renascimento com "Anonymus II", do mesmo álbum.

Descontente com a falta de sucesso do primeiro álbum, Jan Akkerman deixou a banda para formar outra com o baterista Pierre Van der Linden e o baixista Cyril Havermans. Quando soube da nova banda, Thijs os contactou e eles lhe convidaram para também participar. Daí surgiu então o nome Focus. O quarteto gravou o álbum Moving Waves, primeiro álbum de impacto da banda, recebendo críticas positivas a nível internacional. O álbum incluía a obra símbolo da banda, "Hocus Pocus". Este clássico do rock consistia na repetição de um riff de guitarra recorrente com interlúdios vocais em falsete.

Logo após, Pierre Van der Linden deixou a banda após desentendimento com Ruiter. Collin Allen o substituiu, e então, em 1974 a banda gravou Hamburger Concerto, num retorno ao estilo mais erudito. Gravaram posteriormente Mother Focus, um álbum mais comercial. Depois dessas alterações, em 1976, após a finalização do álbum, Jan Akkerman também deixou a banda pelas diferenças musicais que tinha com Thijs, iniciando aí o fim gradual da banda, o que acabou acontecendo em 1978.
Pesquisa: http://pt.wikipedia.org

Na minha idéia, tenho a banda como um mixto de execuções clássicas, em sintonia com os sensíveis teclados de Van Leer e a oportuna suavidade da flauta, combinado isto tudo com edificantes seções de guitarra jazística e mais algo não identificado. A instrumentação medieval usada pela banda também dá um toque especial às composições. Enfim, é um som requintado, bem melódico e único do rock progressivo sinfônico. Tudo soa como um cruzamento entre a banda Camel, de som macio, com o seu lado etéreo e melódico, e a Caravan executando o seu lado jazz rock. Nota-se ainda uma pitada do estilo Jethro Tull nas maravilhosas execuções de flauta.  Por mais que eles façam parte das origens do rock progressivo, a banda Focus pode ser vista como precursora influente do jazz-fusion, assim como outras grandes bandas do proggerssivo dos anos 70.

     Marco indiscutível do rock progressivo sinfônico, o disco"Hamburger Concerto" é um álbum raro, que mistura uma incrível musicalidade, criatividade, melodia e também humor. Foi um dos primeiros discos que comprei. Pode-se levar mais de uma audição para apreciá-lo plenamente, mas a experiência acabará sendo mais do que gratificante. Dos oito discos de estúdio da banda, existem outros três muito bons, mas este em particular, é o que eu indico para se adquirir primeiro, pois é o melhor deles. Baixe ele neste site aqui. Para saber como, clique aqui. Bom download!


    Faixas:
1. Delitae Musicae
2. Harem Scarem
3. La Cathedrale De Strasbourg
4. Birth - 7:46
5. Hamburger Concerto
6. Early Birth

    Músicos:
* Thijs van Leer - organ, piano, harpsichord, electric piano, flute, alto-flute, arp synthesiser, recorder   mellotron, vibes, accordion, the organ of St. Mary the Virgin-Barnes, handclaps, all voices, whistling
* Bert Ruiter - bass guitar, auto harp, triangles, chinese finger cymbals, handclaps, swiss bells
* Colin Allen - drums, conga drum, tambourine, castanets, cabasa, woodblock, chinese gong, timpani, handclaps, flexatone, cuica
* Jan Akkerman - all guitars, flute, timpani, handclaps

Focus - Hamburger Concerto (Album Completo)

            

Nunca consegui ouvir este disco sem me arrepiar emocionado!..

Focus - Love Remembered

             

Alguém deve se lembrar dessa música, pois foi muito usada em propagandas de TV... Altamente relaxante! Um show de flauta!

Focus - Hocus Pocus

            

Que me perdoem pelas palavras mas..., p.q.p. pra esses caras!!!

Focus - Delitae Musicae

            

                                                   Vejam mais vídeos deles na página anterior...

Focus - Hamburger Concerto

            

Os caras são únicos no estilo! Absolutamente fantástico!!!

Focus - Elspeth Of Nottingham

            

Temos aqui uma música instrumental com ar e instrumentação medieval nos mostrando um diálogo entre um alaúde, flauta e uma tambora. Como vêem eles também sabem fazer músicas tranquilas!..

Focus - La Cathedrale de Strasbourg

           

Está aí uma versão meio jazística da banda.

08 fevereiro 2013

Jorge Ben - O Representante Do Samba Funk Nacional


Jorge Ben, nada de Ben Jor, é um guitarrista, cantor e compositor carioca. Tem um estilo muito característico que vem de uma mistura de diversos elementos, entre eles: rock and roll, samba, bossa nova, jazz, maracatu, funk, ska e até mesmo hip hop; com letras que misturam humor e sátira, além de temas esotéricos.

A obra de Jorge Ben tem uma importância singular para a música brasileira, por incorporar elementos novos no suingue e na maneira de tocar violão, com características do rock, soul e funk norte-americanos. Além disso, trouxe também influências árabes e africanas, oriundas de sua mãe, nascida na Etiópia.

Jorge Ben explodiu com a música '"Mas Que Nada" e logo em seguida ratificou seu talento com outro grande sucesso, "Chove Chuva". Duas canções que nada tinham a ver com a bossa nova, nem com o samba. Os críticos conservadores achavam que sua música era moderna demais. Era difícil para os músicos da época acompanhá-lo, tanto assim que seus primeiros discos foram gravados com um conjunto que tocava jazz no Beco das Garrafas, o Meireles e os Copa 5.

 Este ritmo híbrido lhe trouxe alguns problemas no início, quando a música brasileira estava dividida entre a Jovem Guarda e o samba tradicional, de letras engajadas. A exemplo da maioria dos músicos de então, ele foi inicialmente influenciado por João Gilberto, mas desde o início foi bastante inovador. Gosto muito da primeira fase de sua carreira, sendo os seus primeiros discos os melhores.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/

Jorge Ben - Acústico (Show Completo)

            


Jorge Ben - Por Causa De Você Menina - Chove Chuva

            


Jorge Ben - Que Pena

            

Jorge Ben - Mais Que Nada

            


06 fevereiro 2013

Principais Bandas De Rock Progressivo Brasileiro (pedido)

                                                           Foto: estudasses3

Atendendo a um leitor fanático por rock progressivo (segundo ele), logo abaixo estão as principais bandas brasileiras do gênero, com os respectivos subgêneros (estilos). Todas elas se encontram na net para download gratuito que devem ser procuradas da seguinte forma: NOME DA BANDA - NOME DO ÁLBUM (ANO) - BLOGSPOT . Quanto mais informações você oferecer, obviamente maior será a chance de encontrar, valeu?  De "A" a "Z" aí vai:

A BARCA DO SOL - Prog Folk
ACIDENTE - Prog Related
AETHER - Symphonic Prog
AKASHIC - Progressive Metal
ALEXL - Art Rock
ALGARAVIA - Art Rock
ALPHA III - Symphonic Prog
ANGRA - Progressive Metal
ANIMA DOMINUM - Symphonic Prog
APOCALYPSE - Symphonic Prog
ARAÚJO, MARCO ANTÔNIO - Prog Folk
ARION - Symphonic Prog
ASA DE LUZ - Symphonic Prog
ASHTAR - Prog Folk
ATMOSPHERA - Art Rock
BACAMARTE - Symphonic Prog
BENCHIMOL, SÉRGIO - Art Rock
BLEZQI ZATSAZ - Symphonic Prog
CALIX - Prog Folk
CARTOON - Prog Related
CASA DAS MAQUINAS - Symphonic Prog
CHRONOS MUNDI - Symphonic Prog
CINEMA SHOW - Art Rock
DOGMA - Symphonic Prog
ECLIPSE - Symphonic Prog
GRANDBELL - Symphonic Prog
HADDAD - Neo Progressive
III MILENIO - Symphonic Prog
INDEX - Symphonic Prog
KAIZEN - Symphonic Prog
KHALLICE - Progressive Metal
LEHMEJUM - Jazz Rock/Fusion
LEI SECA - Symphonic Prog
LOCH NESS - Symphonic Prog
MARSICANO, ALBERTO - Indo-Prog/Raga Rock
MINDFLOW - Progressive Metal
MUTANTES, OS - Psychedelic/Space Rock
NAVE - Art Rock
OCTOHPERA - Art Rock
POÇOS & NUVENS - Symphonic Prog
QUANTUM - Symphonic Prog
QUATERNA REQUIEM - Symphonic Prog
RECORDANDO O VALE DAS MAÇÃS - Prog Related
SAECULA SAECULORUM - Symphonic Prog
SAGRADO CORAÇÃO DA TERRA - Symphonic Prog
SATWA - Indo-Prog/Raga Rock
SEMENTE - Psychedelic/Space Rock
SHAAMAN - Progressive Metal
SLEEPWALKER SUN - Progressive Metal
SOLIS - Neo Progressive
SOM IMAGINÁRIO - Psychedelic/Space Rock
SOM NOSSO DE CADA DIA - Art Rock
TARKUS (BR) - Symphonic Prog
TAU CETI - Jazz Rock/Fusion
TELLAH - Art Rock
TEMPUS FUGIT - Symphonic Prog
TERÇO, O - Symphonic Prog
TERRENO BALDIO - Art Rock
TESIS ARSIS - Symphonic Prog
TISARIS - Symphonic Prog
TREM DO FUTURO - Symphonic Prog
VERDAGUER - Jazz Rock/Fusion
VESANIA - Symphonic Prog
VIA LUMINI - Symphonic Prog
VIOLETA DE OUTONO - Psychedelic/Space Rock
ZARG - Art Rock


05 fevereiro 2013

Clube Da Esquina - Clube Da Esquina I (1972)


No início dos anos 60, em Belo Horizonte, jovens músicos começam a se encontrar no cenário musical da terrinha. De espíritos inovadores, eles acabaram produzindo um novo som que fundia as inovações trazidas pela Bossa Nova, com elementos do jazz e do rock’n’roll. O resultado disto se transformou neste disco acima, considerado um dos 100 melhores discos produzidos até hoje no Brasil e é peça indispensável a qualquer colecionador que se preze. Portanto não deixem de conhecê-lo!

A história desses artistas que se conheceram e vieram a fazer parte do "Clube da Esquina", assim como toda a história deste movimento musical brasileiro, poderão ser fartamente encontradas neste link aqui ou neste outro. A quem nos solicitou as informações, espero ter ajudado e obrigado por nos prestigiar com suas visitas!.     

04 fevereiro 2013

Bacamarte - Mais Uma Desconhecida Banda De Rock Progressivo Brasileiro


Aqui está mais uma ótima banda de rock progressivo, desconhecida pela maioria,  com excelentes músicos e músicas, e que certamente mereciam um destaque maior por aqui. Bacamarte é também uma das melhores bandas de progressivo que surgiram no Brasil e que também teve o mesmo destino, sucumbiu como a maioria, ficando só neste primeiro disco. Em 1999 o guitarrista da banda chegou a lançar um disco usando o nome "Bacamarte", mas o trabalho ficou muito aquém do resultado anterior. É fenômeno muito comum neste país, de boas bandas surgirem meteóricamente e passarem sem o devido reconhecimento. Enquanto isso, o que é ruim é duradouro e prolifera. Não entendo isto!..

Basicamente os músicos foram influenciados e se espelharam em bandas inglesas como Yes, Genesis ou mesmo Renaissance, porém mantendo identidade própria e não se assemelhando a nenhuma delas. Ela faz um som muito bom de se ouvir, além de não pecar pela repetição, coisa às vezes comum no mundo da música.

O disco, gravado em 1983, é todo muito bom e possui todo um lado altamente viajante. Para quem gosta de progressivo é um prato cheio e sem arrependimento. Ele começa com UFO, numa maravilhosa e suave execução de um violão precisamente tocado, que, aos poucos, vai dando espaço a outros instrumentos, que vão sutilmente chegando numa sequência melódica muito bem arranjada e precisa. Os detalhes são executados em momentos certos e são lindos, com lindas passagens de teclado e até mesmo execuções de flautas, tudo que o gênero progressivo tem a oferecer. É uma grande viagem!.. E para fechar com chave de ouro, a voz feminina de Jane Duboc, que na época ainda não era conhecida como carreira solo, se enquadrou  perfeitamente no estilo da banda, dando um toque especial às músicas.

Este álbum virou lenda devido à sua beleza e as demais qualidades já mencionadas, e sempre foi objeto de desejo e essencial a todo colecionador. Não percam portanto a oportunidade de conhecê-lo, pois este é um disco altamente recomendado!

    Faixas:
1. UFO - 6:26
2. Smog Alado - 4:10
3. Miragem - 4:54
4. Pássaro de Luz - 2:33
5. Caño - 1:59
6. Último Entardecer - 9:29
7. Controvérsia - 1:57
8. Depois do Fim - 6:31
9. Mirante das Estrelas - 6:11

   Músicos:
- Jane Duboc / vocals 
- Marcus Moura / flute, accordion 
- Mario Neto / acoustic & electric guitars
- Mr. Paul / percussion
- Delto Simas / acoustic & electric basses
- Marco Veríssimo / drums
- Sergio Villarim / keyboards

Download: O link está no blog "Experiência Progressiva" e hospedado no "MediaFire".

Bacamarte - Último Entardecer

             

Bacamarte - Pássaro De Luz

            

Bacamarte - Miragem

            

01 fevereiro 2013

Secos & Molhados - Rosa De Hiroshima (pedido)

           

Atendendo ao amigo Ivam Basílio, aí está Rosa de Hiroshima num vídeo apresentado de forma bem condizente com o tema que a música aborda. Apreciem...

Uriah Heep - Hard Rock Melódico E Competente

Para quem não sabe, o Uriah Heep é uma banda inglesa de hard rock que flerta com o rock progressivo, às vezes beirando o heavy metal, mas, regra geral, suas músicas transitam mais entre os estilos hard rock e hard prog rock. A banda se caracteriza por suas canções melódicas e vocais harmoniosos, pois lá, todos os integrantes cantam, além de ainda contarmos com o uso do órgão Hammond B3 (teclado) e a característica guitarra solo com pedal wah-wah.

Até 1969, chamava-se "Spice" e era composta por David Byron no vocal, Mick Box na guitarra, Paul Newton no baixo e Ollie Olsson na bateria. Foi naquela época que começaram a surgir bandas com teclados, o que rapidamente se transformou em febre e virou moda. Daí, o empresário da banda resolveu dar uma repaginada naquele quarteto bluseiro e contratou um tecladista, Ken Hensley, que também cantava e tocava guitarra.

Com isto a banda certamente tomaria novos rumos e nova cara. Então resolveram também colocar um novo nome, que a partir de então, seria "Uriah Heep", inspirado no vilão do livro David Coperfield, do escritor Charles Dinkens.

Apesar de terem outros discos muito bons também, aí estão os dois discos que considero os melhores da banda, os quais indico para download gratuito na internet. Neste site aqui você encontra um total de 27 discos da banda para baixar. É só escolher o disco e clicar em download que abrirá a página. Aqui no blog, já foi mostrado com se fazer o download no site depositfiles , que é onde os discos estão hospedados.

                        Uriah Heep - Demons & Wizards (1972)  

            image hosted by ImageVenue.com


Com este disco e o seguinte, o Uriah Heep atingiu o auge de sua criatividade e do bom uso da mistura entre peso e leveza. Aqui houve mudança na formação da banda com Kerslake na bateria e Gary Thain assumindo o baixo, o que deu a química que faltava para a banda atingir todo o seu potencial. Foi também aqui que a temática da fantasia se consolidou como assunto principal das canções da banda.

Se o que você quer é pauleira, "Easy Livin" dá um show e "Rainbow Demon" não fica atrás. Quer algo mais lisérgico? "The Wizard", "Circle Of Hands" e, claro, a dobradinha final, pois eu tenho uma verdadeira paixão pela introdução de "Paradise" e pelo solo de "The Spell". São trechos progressivos na melhor definição do termo. Não poderia deixar de falar nas capas que são assinadas por Roger Dean, o mestre criador das capas mais chocantes dos anos 70.

1. The Wizard
2. Traveller In Time
3. Easy Livin'
4. Poet's Justice
5. Circle Of Hands
6. Rainbow Demon
7. All My Life
8. Paradise
9. The Spell

Faixas bônus
10. Why (versão editada, lado b de compacto)
11. Why (versão original, inédita)
12. Home Again To You

                                -----------------------------------------------------------

                  Uriah Heep - Magician's Birthday (1972)

          image hosted by ImageVenue.com

Pela primeira vez o Uriah Heep gravou dois discos seguidos com a mesma formação. E o resultado é fenomenal. Em termos de temática e sonoridade, é uma óbvia continuação de "Demons & Wizards", só que ainda melhor.

As músicas são mais criativas, os arranjos mais inventivos. Nenhuma faixa se parece com a anterior ou com a seguinte. "Rain" é "a balada!"; "Blind Eye", uma espécie de "power acústico", que inclusive ganhou uma versão desconcertante em 2001, com Ian Anderson, do Jethro Tull, tocando flauta. "Sweet Lorraine", é "o rockão"; e a faixa título, que foi o último grande flerte do Uriah Heep com o progressivo. Em resumo, o disco também é um clássico! Não deixem de ouví-los!

1. Sunrise
2. Spider Woman
3. Blind Eye
4. Echoes In The Dark
5. Rain
6. Sweet Lorraine
7. Tales
8. The Magician's Birthday

Faixas bônus
9. Silver White Man
10. Crystal Ball

Agora é só baixar os discos e matar a saudade! Boa audição a todos.

Uriah Heep - Look At Yourself

           

Esta é a música título do disco gravado em 1971, Look At Yourself, também um dos melhores discos, onde eles mostram a linha mais hard da banda.

Uriah Heep - Sunrise

           

Esta é uma versão mais light da banda...


                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...