Faça seu Registro Aqui

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
Bem-vindos, Amigos!    Informamos que só atenderemos pedidos de informações de seguidores registrados no blog
e se solicitados única e exclusivamente através do nosso email.    Para isso, registrem-se logo abaixo à direita.

21 fevereiro 2014

João Só - Um Excelente Samba-Pop Dos Anos 70!



João Só  foi um compositor e cantor brasileiro que fazia um excelente samba-pop, uma das vertentes deste típico gênero musical brasileiro. Um excelente exemplo de som que tomava conta das rádios no início dos anos 70.

Este é o disco original, não conhecendo nenhuma reedição e , se houvesse, provavelmente seria uma edição japonesa, pois eles têm esse tipo de preocupação, de preservar as coisas boas. E o Brasil teria muito a lhes oferecer naquele tempo.

Na época a Odeon era um estúdio de porte e só aceitava gravar coisas de qualidade. Certamente não sobreviveria nos dias de hoje se não mudasse o foco de trabalho, pois o que tem de porcaria sendo gravada por aqui, não é brincadeira; e o pior, fazendo enorme sucesso. Conclui-se que, além de governo, o povo também tem a música que merece!

Seguramente também podemos classificar este disco como um exemplar de MPB, um bom exemplo do que seria a MPB no início dos anos 70. Confesso que o estilo não é o meu predileto, mas, para ser justo, reconheço a qualidade musical deste excelente cantor e compositor brasileiro que, como sempre e como todos os outros que produzem coisas boas por aqui, também caiu nos esquecimento da grande massa sem opinião própria.

LP João Só - Na Multidão ( 1971 - gravadora Odeon )

Faixas do disco:
01 . Marinheiro só ( Caetano Veloso )
02 . Falo ao mar ( João Só )
03 . Canção pra Janaína ( João Só )
04 . Copacabana ( João de Barro - Alberto Ribeiro )
05 . Quem sabe o amanhã ( João Só- Dom Salvador)
06 . Me chamo João Só ( João Só )
07 . Minha Bahia quero ver ( João Só )
08 . Inhambú ( João Só - Laércio de Freitas )
09 . Por um minuto apenas ( João Só )
10 . Flávia ( João Só )
11 . Menina da ladeira ( João Só )
12 . Você Já foi à Bahia ( Dorival Caymmi )


João Só - Menina Da Ladeira

            

Grande sucesso dos anos 70, esta música também faz parte do disco de 12 faixas.

João Só - Desenterrando Raridades...

           

Segue aqui uma palinha com trechos de 7 faixas do disco para você relembrar. Se quiser conseguí-lo gratuitamente é só buscar na internet por: João Só - Perdidos na Multidão (1971) - blogspot, e fazer o download. Boa sorte!


14 fevereiro 2014

Barclay James Harvest - Um Progressivo Sinfônico Gostoso De Ouvir



Barclay James Harvest é uma banda inglesa de rock progressivo sinfônico com influências de música clássica. A banda foi fundada em setembro de 1966. Seus integrantes iniciaram-se na música tocando em duas bandas de R&B (rythm and blues) distintas.

Ocorreu que alguns membros das duas bandas começaram a tocar juntos em várias outras oportunidades, até chegarem a uma formação estável de quarteto com John Lees, Les Holroyd, Mel Pritchard e Wooly Wolstenholme, surgindo aí uma nova e terceira banda.

A nova banda tinha como objetivo guinar musicalmente o que produziam. Além de não quererem mais tocar rythm and blues, decidiram também dar à nova banda um novo nome, o qual foi escolhido rasgando-se pedaços de palavras escritas em um sombreiro, no que resultou "Barclay James Harvest".

Obtiveram muito sucesso comercial durante os 31 anos de atividade, mas, depois da turnê de 1997 a banda decide suspender suas atividades de maneira temporal. Daí em diante os membros do grupo deram início às suas carreiras solo. A minha sugestão de busca para download é: The Barclay James Harvest - The Best of Barclay James Harvest (1997) - blogspot.

Barclay James Harvest - Child Of Universe

           

Barclay James Harvest - Poor Man's Moody Blues

           

Barclay James Harvest - Hymn

           

12 fevereiro 2014

Cálix - Super Prog Folk Mineiro



Cálix é um banda brasileira de folk rock progressivo, que surgiu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 1996. O Cálix começou a apresentar-se em bares e em calouradas, tocando clássicos dos Beatles, Jethro Tull, The Who e Pink Floyd.

No final de 1998, lançaram um single, que teve mil cópias vendidas de mão em mão; fato que deu grande estímulo e impulsionou a banda para a gravação do primeiro CD. Em abril de 2000, lançaram Canções de Beurin, álbum que levou a banda a receber o prêmio de melhor banda de rock progressivo do Brasil, pelo site Rock Progressivo Brasil.

O segundo CD, A Roda, foi lançado em 2002 no Grande Teatro do Palácio das Artes em Belo Horizonte, com a participação da Orquestra de Câmara do Sesiminas. Em outubro de 2006, comemoraram os dez anos de história da banda, com a gravação do DVD Cálix ao vivo, em grande show no Palácio das Artes, trazendo, além de clássicos dos dois primeiros CDs, oito músicas inéditas.

A banda é formada por Renato Savassi (vocal, flauta, violão e bandolim), Sânzio Brandão (guitarra e violão), Marcelo Cioglia (baixo e vocal), Rufino Silvério (teclado e vocal) e André Godoy (bateria). Os discos: Canções de Beurin e A Roda são muito bons, sendo portanto os indicados para a sua coleção.
Dados: Wikipedia

Cálix - Dança Com Devas

           

Cálix - Canções De Beurin

           

Cálix - Olhos Fechados

           

05 fevereiro 2014

Airbag - Um Bom Progressivo Norueguês



Airbag é uma banda norueguesa formada em 2005 por um grupo de amigos de escola que resolveram tocar juntos. A turma já tocava junto há algum tempo, mas, foi em 2005 que realmente se assumiram como uma banda profissional.

Eles lançaram o primeiro EP no mesmo ano, misturando influências de bandas como A-ha, Porcupine Tree e Pink Floyd. Com essa mistura, conseguiram criar uma expressão sonora muito particular, desafiando as conhecidas convenções normais de gêneros musicais, além de terem liberado para ser baixado gratuitamente a partir de seu site, o que foi uma jogada inteligente. Rapidamente, quando se deram conta, mais de 10.000 pessoas já haviam baixado o EP inaugural, e, a partir daí, a banda já estabelecia uma boa base de fãs, inclusive internacional. Era o que precisavam para a decolagem inicial.

Em 2007, um segundo EP foi lançado. Como na produção anterior, este também foi colocado livremente para download, o que ampliou ainda mais a popularidade da banda. Neste mesmo ano também viu-se a estréia do Airbag abrindo shows para bandas famosas como Pineapple Thief, Gazpacho e Riverside.

Em 2009 assinaram contrato com a gravadora Karisma Records, e seu álbum debut foi lançado; desta vez, como uma produção comercial normal, deixando os EPs de lado para se lançarem numa primeira aventura de corpo inteiro, ou seja, um album de verdade .

O atual line-up da banda é: Asle Tostrup ( vocal), Bjørn Riis ( guitarras, vocais ), Jørgen Hagen ( teclados ), Anders Hovdan (baixo) e Joachim Slikker (bateria). Os rapazes são bons e fazem um som bem exclusivo. Não deixem de conhecê-los!

Hoje, indico o disco Airbag - "The Greatest Show On Earth", lançado no ano passado, que nos mostra com bastante clareza suas influências, porém com o toque personalizado da banda, o que produziu um resultado bem específico e agradável. Não deixem de conhecer também Airbag - "All rights Removed", de 2011.


Airbag - The Greatest Show On Earth

           

Airbag - Homesick

            

Airbag - Colours

           

03 fevereiro 2014

Saiba Mais Sobre O Rock Progressivo Brasileiro!

                                                                                         Foto: desenho de Dean

O que é rock progressivo?


Você já escutou Rock Progressivo em algum momento de sua vida? Bom este é um estilo de musica escutado por muitas pessoas no mundo inteiro. É um estilo musical que surgiu na Inglaterra, na segunda metade dos anos 60, buscando uma fusão da música pop e do rock com outros gêneros de harmonia mais complexa e madura. "As composições misturavam música clássica, jazz e até folclore celta, explorando ao máximo a revolução tecnológica que ocorria nos estúdios de gravação na época com os teclados eletrônicos e sintetizadores", afirma o jornalista Leonardo Nahoum, autor do livro Enciclopédia do Rock Progressivo.

Na sua essência, o som progressivo extrapolava o formato conhecido das canções, convertendo-as em músicas com longuíssimos trechos instrumentais, muitas vezes compondo os chamados "álbuns conceituais", discos que contavam uma história ou possuíam alguma ligação temática entre as suas faixas.

Tudo isso já estava presente no rock psicodélico de Sgt. Pepper’s (1967), obra-prima dos Beatles com suas ousadas experiências com orquestras sinfônicas, toques indianos e influências de compositores da vanguarda eletrônica como Stockhausen. Outro precursor importante foi o grupo Moody Blues, cujo álbum Days of Future Passed (1967) também usava orquestra sinfônica para uma versão rock da Sinfonia do Novo Mundo, do erudito Dvorák. Vale lembrar também a ópera-rock Tommy (1969), do grupo The Who, outro marco dos "álbuns conceituais". Tudo isso contribuiu para a proliferação de bandas progressivas na primeira metade dos anos 70, o auge do gênero (1973), representadas por seus expoentes mais populares: Pink Floyd, Yes, Genesis e Emerson, Lake & Palmer (ELP).

A decadência do Rock Progressivo, porém, foi rápida, provocada por seu inimigo número 1, o Punk, surgido em 1976, com o ideal de resgatar a crueza básica do rock"’n"’roll e acabar com o que consideravam masturbação musical, egolatria e frescura de classe média, o que não concordo.

O Rock progressivo, também conhecido por prog rock ou prog, foi um subgênero do rock muito popular na década de 70, mas que ainda hoje possui uma enormidade de bandas e adeptos. O Punk não conseguiu verdadeiramente acabar com o prog! Da música em geral é o meu estilo preferido. Ao longo dos anos apareceram muitos sub-gêneros deste estilo tais como o rock sinfônico, o space rock, o krautrock, o R.I.O, o metal progressivo, o metal sinfônico, o neo progressivo e outros; todos eles, apresentando inúmeras novas variantes. Praticamente todos os países desenvolveram músicos ou agrupamentos musicais voltados para esse gênero. O estilo inglês recebeu influências da música clássica e do jazz fusion, em contraste com o americano, historicamente influenciado pelo Rhythm and Blues (R&B) e pela música Country.

Discografia básica do Rock Progressivo

Apresento a vocês o básico do básico; uma seleção das bandas progressivas mais populares e suas obras mais representativas. Posso afirmar categoricamente que quem não conhece esses discos não conhecem o gênero!

1971 - Nursery Cryme - Genesis
Canções que compõem verdadeiras peças teatrais, interpretadas com maestria pelo vocalista Peter Gabriel (substituído em 1975 pelo baterista Phil Collins)

1972 - Close to the Edge - Yes
Contém apenas três faixas. Uma delas, And You and I, foi reduzida especialmente para tocar nas rádios americanas e obteve grande sucesso

1969 - Thick as a Brick - Jethro Tull
Álbum conceitual de uma única faixa. O grupo liderado por Ian Anderson já havia obtido grande sucesso em 1969 com uma versão de Bach (Bouree)

1972 - Per un Amico - Premiata Forneria Marconi
Esse álbum do trio italiano chamou a atenção dos ingleses do Emerson, Lake & Palmer, cujo apadrinhamento ajudou a ganhar fãs no mundo inteiro

1973 - Hamburguer Concerto - Focus
O terceiro álbum desse grupo holandês vendeu mais de 7 milhões de discos no mundo todo - feito surpreendente para um trabalho quase sem vocais inglês.

1973 - Brain Salad Surgery - Emerson, Lake & Palmer
O tecladista Keith Emerson e o baterista Carl Palmer estavam entre os mais extravagantes músicos de sua geração. É só ouvir esse disco para saber por quê

1973 - The Dark Side of the Moon - Pink Floyd
O quarto disco mais vendido da história do rock, ficou 741 semanas na parada americana. Foi inspirado no fundador da banda, Syd Barrett, que teve de deixá-la ao ficar esquizofrênico

1973 - In a Glass House - Gentle Giant
Grupo menos conhecido dos progressivos ingleses, mas talvez o mais sofisticado instrumentalmente. Com forte influência da música renascentista, soa muitas vezes como um quarteto de câmera de outro planeta

1974 - Red - King Crimson
O último disco gravado em estúdio na década de 70 pela banda, liderada pelo cultuado guitarrista Robert Fripp. O grupo retornou modernizado em 1981, conquistando até fãs da geração new wave

1975 - Snowgoose - Camel
Álbum conceitual inspirado em livro homônimo do escritor americano Paul Gallico. Conta a história de um corcunda que se isola da sociedade e cuida de aves feridas. Seu melhor amigo é um ganso

Sim, O Brasil possui grandes bandas de Progressivo


Vejam este documentário sobre o gênero musical "Rock Progressivo" e saibam mais sobre o desenvolvimento do estilo aqui no Brasil . O vídeo aborda a diversificada e surpreendente gama de bandas, músicos e estilos, que atuam ou atuaram na cena do rock progressivo nacional, onde falam do grandioso trabalho desses músicos, muitas vezes desconhecidos do público brasileiro, por conta da rejeição da mídia nacional que não dão o devido valor. Documentário produzido para a disciplina "Projeto em TV", da Facha - Faculdades Integradas Hélio Alonso.


           


                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...