Faça seu Registro Aqui

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
Bem-vindos, Amigos!   Informamos que Só atenderemos pedidos de Informações de Seguidores Registrados no Blog
e se forem solicitados única e exclusivamente através do nosso Email.   Registre-se logo abaixo à Direita.

25 agosto 2012

A Verdadeira História Sobre "O Toque De Silêncio" (?)


Há alguns dias atrás recebi por via e-mail, como contribuição de um amigo, um texto muito curioso sobre a origem do Toque de Silêncio. Se alguém já esteve em um funeral militar e ouviu a sua execução, provavelmente deve ter sentido uma sensação de tristeza profunda, aquele nó que não desata da garganta ou até mesmo algumas lágrimas reprimidas que, vez por outra, ameaçam se incinuarem. Subitamente acontece esta explosão interna de sentimentos, incapazes de serem retidas ou controladas. É óbvio que estamos falando sobre pessoas sensíveis e humanas! Mas, na verdade, o que ninguém conhece é a história desta canção.     

Tudo aconteceu em 1862, durante a Guerra Civil Americana e o país estava dividido entre a "União" e os "Confederados", do Sul, quando o Capitão do Exército da União, Robert Elly, estava com seus homens perto de Harrison’s Landing, no Estado da Virginia e o Exército Confederado estava próximo a eles, do outro lado do campo de batalha.

Durante aquela noite, o Capitão Elly escutou os gemidos de um soldado ferido no campo. Compadecido e sem saber de quem se tratava, se este era um soldado da União ou da Confederação, ele decidiu arriscar sua vida e trazê-lo até o acampamento para receber cuidados médicos. Com muita dificuldade e medo, arrastando-se por entre os disparos e as explosões, o capitão chegou ao homem ferido e começou a arrastá-lo até o seu acampamento. Quando ele chegou finalmente às suas próprias linhas, descobriu que na realidade era um soldado inimigo confederado, mas ele já estava morto e não havia mais nada a ser feito.

Sem um motivo aparente, o Capitão acendeu sua lanterna para, mesmo na penumbra, tentar ver o rosto daquele soldado e, de repente, ficou sem fôlego e paralisado. O motivo?  Tratava-se de seu próprio filho, que estava estudando música numa escola do Sul quando a guerra se iniciou. Sem dizer nada ao pai, o rapaz havia se alistado no exército confederado.

Na manhã seguinte, com o coração destroçado, aquele pai pediu permissão aos seus superiores para dar a seu filho um enterro com honras militares, apesar dele ser um soldado inimigo. Perguntou também se poderia contar com os membros da banda de músicos para que tocassem no funeral de seu filho, o que foi consentido com alguma reserva. Por respeito àquele pai, disseram-lhe que podiam fornecer um só músico. O Capitão então escolheu um corneteiro para que ele tocasse uma série de notas musicais que encontrou no bolso do uniforme do filho, nascendo assim a melodia inesquecível, que hoje conhecemos como "Taps" e que também possuia uma letra, que era a seguinte:

”O dia terminou, o sol se foi
Dos lagos, das colinas e do céu.
Tudo está bem, descansa protegido,
Deus está próximo.
A luz tênue obscurece a visão.
E uma estrela embeleza o céu, brilhando luminosa.
De longe, se aproximando,
Cai a noite.
Graças e louvores para os nossos dias
Debaixo do sol, debaixo das estrelas,
Debaixo do céu,
Enquanto caminhamos, isso nós sabemos,
Deus está próximo.”

Até hoje as pessoas ainda sentem calafrios de emoção, cada vez que ouvem o Toque de Silêncio, mas nunca souberam que ele possuía uma letra e nem sequer tinham idéia da sua história, inclusive eu. Este assunto nos faz lembrar com carinho dos soldados de todo o mundo, que não voltaram das guerras fratricidas e que entregaram suas vidas inutilmente.

Transportando esta história para o âmbito social atual, vemos isto acontecer diariamente, em todos os sentidos da vida humana. O pior é que, nestes dias de hoje, este comportamento se amplia, dia a dia, transformando irmãos em inimigos, onde o poder do dinheiro impera e as virtudes são preteridas, em favor dos respectivos comportamentos opostos a cada uma delas! Pensemos então bastante sobre isto!!!...

14 comentários:

  1. Linda, linda... história, nos toca no coração.Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  2. ADOREI,EMOCIONANTE, VALEU. OBRIGADO.

    ResponderExcluir
  3. sempre achei muito lindo o toque de silencio, na verdade já o ouvi até mesmo em casamentos, mas não conhecia sua história. É verdade quando o ouvimos a emoção toma todos os espaços.

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca sabia o porquê de sempre me emocionar quando a ouvia. Concordo com você. Abraço e obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  5. Existe uma outra teoria sobre a musica, de que ela é mexicana!

    ResponderExcluir
  6. Como a outra pessoa ai informou também conheço a versão Mexicana desta melodia que se trata da batalha do Álamo vencida pelo General de Santa Ana ao qual antes de todas as batalhas finais ele mandava tocar sem parar essa melodia para que os combatentes soubessem que não haveria prisioneiros e todos seriam mortos e degolados ao qual a melodia ficou conhecida como Toque da Degola e assim ocorreu de fato no Álamo onde os que seriam prisioneiros foram mortos e degolados. Tanto que a história mexicana antecede a americana, ao qual a mexicana ocorreu em 1836 e a americana em 1862.
    Aprendi as duas versões quando servi o Exército e tanto uma como a outra possuem fundamento histórico. De qualquer forma sendo qualquer uma das duas a verdadeira história a melodia é uma das mais belas tocadas em meio as fileiras militares hoje em dia.
    Att. Jhonny P. Antunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela colaboração, eu desconhecia ambas histórias!

      Excluir
  7. Com certeza amigo; qual delas é a verdadeira história, não é de suma importância sabermos, mas, sim, a mensagem que dela tiramos. Nem necessita ser verdadeira, na verdade! Obrigado pelo comentário. Volte sempre! Abraço.

    ResponderExcluir
  8. como verdadeira sendo q o autor da musica nini rrosso nem tinha nascido???? nao tem senti do issso

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pelo comentário, amigo, mas, na verdade, não temos nenhuma preocupação na veracidade, ou não, da história (ou estória). O que verdadeiramente nos interessa é o ensinamento intrínseco no conteúdo. Se alguém conseguiu retirar dele algo que foi útil à sua vida..., então, meu propósito já foi cumprido. Agradecemos a sua visita! Volte sempre. Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Desde miúdo aprecio esta melodia tocada por Nini Rosso. As pesquisas que tenho feito na net dizem-me que tem origens militares. Confesso que gostaria de saber a veracidade desta extraordinária melodia.

    ResponderExcluir
  11. Creio que nunca saberemos ao certo. Obrigado pelo comentário e pela visita. Volte sempre! Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Talvez por estar tão ligada a momentos de dor extrema ela nos toca tão profundamente.
    Como vc disse, Renê, a história não importa; importa sim que em qualquer parte do mundo nenhuma música calou tantos. Abçs

    ResponderExcluir
  13. Amiga, parabéns, você captou o espírito da coisa!!! Essa é a verdadeira intenção da matéria. Abraço. Volte sempre!

    ResponderExcluir



                                                     AVISO IMPORTANTE:
       Amigos, informamos que não atenderemos pedidos de links feitos através dos "Comentários", pelas "Redes Sociais", ou ainda pelo "Chat" do blog. Com o intuito de    agilizarmos o atendimento os leitores deverão usar exclusivamente o "Email" do blog.
 

                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...