Faça seu Registro Aqui

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
Bem-vindos, Amigos!   Informamos que Só atenderemos pedidos de Informações de Seguidores do blog
e se forem solicitados única e exclusivamente através do nosso Email.   Faça seu Registro logo Abaixo.

07 maio 2014

VA - Hits Again (1999) 4CDs
Os Anos 70 e os Cantores Brasileiros que Cantavam em Inglês


Nos anos 70, a maior parte da programação das rádios brasileiras eram de canções estrangeiras. Os Disc-Jockeys, hoje chamados de Djs, repetiam em seus programas o grande fenômeno que acontecia no mercado fonográfico brasileiro - artistas brasileiros fazendo grande sucesso ao compor e cantar em inglês usando pseudônimos.

Que eu me lembre agora, cantores como Terry Winter, Malcolm Forrest, Pete Dunaway, Mark Davis (Fábio Júnior), Uncle Jack (Fábio Júnior), Tony Stevens (Jessé), Christie Burgh (Jessé), Morris Albert, Dave Maclean, Michael Sullivan, Patrick Dimon, Don Elliot (Ralf, da dupla Cristian e Ralf), Chrystian (da dupla Cristian e Ralf), Steve Maclean, foram alguns deles, além dos grupos Harmony Cats, Light Reflections, The Clocks, Sunday, Lee Jackson, Pholhas, entre tantos outros. Ainda hoje encontramos cantores e bandas com essas características, porém, cantam em inglês por motivos bem diferentes, como por exemplo, terem o seu mercado e a grande maioria dos fãs no exterior.

Na época, ninguém imaginava que aquelas lindas canções que conquistavam a todos e invadiam as rádios, as famosas "brincadeiras", os bailes e os temas das novelas, eram criadas, produzidas e cantadas por nós mesmos. Eram brasileiros cantando em inglês, uma exigência de consumo da época, quando a música estrangeira tomava conta do mercado brasileiro e a própria preferência do público pendia para a música internacional naquele momento.

E as gravadoras, para manter os lucros em alta, embarcaram nessa onda. Além do mais, pagar direitos autorais aos artistas estrangeiros onerava muito mais as gravadoras do que as despesas com cantores tupiniquins. A grande maioria desses artistas já eram músicos e cantores experimentados. Uns eram profissionais de estúdios de gravação; outros cantavam em bares e bailes, mas, praticamente todos, profissionais anônimos.

O sucesso das primeiras trilhas internacionais das novelas certamente contribuiu para difundir este fenômeno musical. Somando-se a isto, ainda temos o baixo custo dos artistas nacionais. Foram quase uma década de mistério e pouco se sabia sobre eles. Dos vários artistas que embarcaram nessa onda, alguns se deram muito bem, e outros, sumiram completamente da mídia após o fim do movimento. A mania dos cantores made in Brazil começou a decair no início dos anos 80, quando a música brasileira ganhou mais espaço nas rádios. Texto: Kika Teixeira - Arquivo pessoal de RSTONE.

Esta é a capa de uma ótima coletânea que saiu no Brasil em 1999, "Hits Again". São 4 CDs com as seguintes canções:
Vol 1:
01. Dave Mclean - Me And You (3:43)
02. Mark Davis - Don't Let Me Cry (4:06)
03. Pete Dunaway - I'll be fine (4:37)
04. Dave Dee & Mea Cat - Do You Love Me (3:23)
05. Steve Maclean - True Love (2:57)
06. Patrick Dimon - Pigeon without a dove (4:03)
07. Lee Jackson - Hey Girl (3:23)
08. Excelsior - Superman (2:35)
09. Morris Albert - She's my girl (2:56)
10. Peter Mc Green - Girl of the past (3:24)
11. Harmony Cats - Every Night Fever (4:01)
12. Family Unlimited - Hey Hey (2:19)
13. Brothers - Tenderness (3:28)
14. Don Elliot - My love for you (3:05)
15. Sunday - Paloma (3:46)

Vol 2:
01. Terry Winter - Summer Hollyday (4:02)
02. Paul Jones - Those Shadows (3:55)
03. Paul Denver - Rain and Memories (4:05)
04. Bandits of Love - Deixa (3:56)
05. Water Proof - Shine Shine (2:12)
06. Chrystian - Lies (4:04)
07. Edward Cliff - Nights Of September (3:22)
08. Uncle Jack - My Baby (3:24)
09. The Victoria Project - You're The One That I Want (2:37)
10. Dave Maclean - We Said Goodbye (3:09)
11. Charles Marx - So Lucky (3:09)
12. Julian - Angel (4:07)
13. Tony Valdez - Love me like a stranger (3:57)
14. Bruno Carezza - Piano (4:47)

Vol 3:
01. Christian - Don´t Say Goodbye (2:45)
02. The Light Reflections - Tell Me Once Again (4:10)
03. Christie Burg - Flying (6:13)
04. Malcom Forest - Ecstasy (4:42)
05. Paul Bryan - Listen (2:52)
06. Terence Stample - Puff The Magic Dragon (3:27)
07. Memphis - Sweet Daisy (2:30)
08. Wheels Of Fire - Baby Face (3:23)
09. Tobi Chris - Gaye (3:18)
10. Steve Maclen - Places (3:54)
11. Cinthia - Drops (3:34)
12. The Buttons - Whispering (3:02)
13. Napoleon - The Funninest Joke (3:02)
14. Glenn Michael - Spring (3:26)

Vol 4:
01. Sunday - I'm Gonna Get Married (3:34)
02. Morris Albert - Feelings (3:44)
03. Tony Stevens - If You Could Remember (4:21)
04. Don Eliot - One Day In Your Life (4:08)
05. Lee Jackson - Choo Choo Choo (3:24)
06. Kompha - Beacher (3:20)
07. Manchester - My Dear (3:30)
08. Pholhas - She Made Me Cry (3:14)
09. All Together - He (4:26)
10. Terry Winter - Our Love Dream (3:39)
11. Michael Sullivan - My Life (3:34)
12. Geminis - Mexican Divorce (3:26)
13. Susan Quacker - 48 Crash (3:43)
14. Komendaylee - She Loves You (2:23)

16 comentários:

  1. Amigo
    Boa noite!
    Sempre que abro meu computador passo pelo seu blog, vejo tantas postagens e comentários
    muito interessantes, tem hora que me dar vontade de baixar algum disco para relembrar
    aqueles bons tempos, mais não sei como devo proceder.
    Parabéns mesmo, pelo comentários e postagens.
    Abraços
    ANSELMO
    anselmo.vendas@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo Anselmo, agradeço suas gentis palavras. Apesar do enorme trabalho que dá toda a atvidade que um blog requer, às vezes nos sentimos desanimados devido à falta de incentivo por parte dos leitores, uma vez que são os comentários o único incentivo e retorno que obtemos. As propagandas não cobrem as despesas, que dirá, dá lucro. Portanto fazemos isto simplismente por amor à música e pela grande vontade que temos de passar adiante o que aprendemos ao estudar determinado assunto para então poder falar dele. Portanto muito obrigado pelo estímulo. Faça isto mais vezes!

    Quanto aos links para download, não podemos colocar nehum deles no blog por questão de direitos autorais. Procuramos fazer um trabalho sério e dentro da lei. Mas pode nos enviar um e-mail solicitando que lhe enviaremos a dica de como baixar, mais o link ativo. Será um prazer atendê-lo, assim como a qualquer outro leitor do blog. Um forte abraço e obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Thank you dear anonymous, visit us always! Hug.

    ResponderExcluir
  4. I apologise for writing in English - I hope you can understand me!
    I am from England and would love to find out more about the "Hits Again" CD - I was trying to find out more about the Bandits of Love - the track I have found by them 'Dexia' from their single is amazing and I was interested in hearing some more disco music from Brazil made in the 1970s. Also if you can suggest any links to any of the Harmony Cats albums that would be great.

    My email is paulharvey2323@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Dear Paul Harvey, Bandits of Love and Harmony Cats are the same artists who recorded with different names. Hits Again in this collection, you do not find any, but a great majority of artists singing in English in the 70's. I do not put here links to download for copyright issues, but if you send us e-mails with requests for links, then yes, we can answer it satisfactorily. You can use e-mail to the blog, or contact menu. I wanted to ask you to register as a follower of the blog before any request. A strong hug.

    ResponderExcluir
  6. Ótima postagem amigo. Bons tempos aqueles agora so ouvindo essas belas canções pra voltar no tempo

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pelo comentário e pela visita, amigo!

    ResponderExcluir
  8. e o Johnny Casbah do That's Why I Love You?? é brasileiro ou não é?:

    ResponderExcluir
  9. Irmão, o jeitão de Johnny Casbah nos leva realmente a pensar que ele é brasileiro, mas não posso lhe afirmar isso com certeza. Existem também outros artistas brasileiros que cantavam em inglês e que não foram citados aqui. Citamos apenas os de maior expressão. Essa música fez muito sucesso em 1975.Obrigado pelo comentário. Volte sempre! Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Obrigado amigo pela possível correção, mas que sou eu para duvidar da revista Rolling Stones! Essa matéria foi retirada de lá, como pode averiguar nos créditos, no final da matéria. De qualquer forma, valeu a boa intenção e vamos buscar a verdadeira nacionalidade do artista. Obrigado pela visita! Volte sempre! Abração.

    ResponderExcluir
  11. Prezado Ramos Lins, acidentalmente deletamos seu comentário contendo o questionamento da nacionalidade de Patric Dimon. Mas a resposta se encontra logo acima. Estamos à sua disposição para qualquer ponderação a mais que queira fazer. Abração.

    ResponderExcluir
  12. Ola bom dia a todos....
    Minha filha de 21 anos fala: Pai, voce é um "Oldie".
    Com isso quer dizer "dos tempos antigos".
    Tenho 62 anos e tive a sorte de poder viver esta época de ouro maravilhosa da explosão mundial de BOA musica. A época do vinil e do K7.
    Desta forma fico muito contente em ver pessoas como você resgatando, resguardando e compartilhando este legado.
    Seja la como for com tanta coisa "nova" estas ficarão imortais!
    Mesmo minha filha escolhe da minha coleção os "oldies" para escutar e curtir.
    Portanto, PARABÉNS sempre por estes trabalhos maravilhosos pois na realidade eles batem em nossa alma, não é verdade !? e por muito tempo ainda.
    Abraço a todos os "curtidores".
    Marcos

    ResponderExcluir
  13. Caro Marcos, ficamos semprefelizes quando notamos que estamos proporcionando algod e bom para os nossos leitores. Agradecemos o incentivo. Volte sepmre! Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Ser ou não ser, eis a questão!
    Ser um "Oldies", como disse o irmão, simplesmente é observar o TEMPO momento... É DIFERENCIAR o belo do feio,o bonito do bonitinho!
    Os anos 70/80, marcaram base de sustentação do romantismo antigo ao romance moderno na sua jovialidade, que acaba ficando a desejar. Infelizmente o que manda é a MÍDIA e ela levanta e decai; acresce e diminuí, é o poder de decisão baldado, porém tem lá, os seus valores.
    Ser saudoso não é sofrer, ou viver o passado, mas diferenciar valores...

    Obrigado irmão Rene..., pela disposição e pela opcão de verdades.
    DEUS, o abençoe GRANDEMENTE. a PAZ ESTEJA CONTIGO!

    ResponderExcluir
  15. Você disse tudo, José Benedito! Volte sempre. Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir



                                                     AVISO IMPORTANTE:
       Amigos, informamos que não atenderemos pedidos de links feitos através dos "Comentários", pelas "Redes Sociais", ou ainda pelo "Chat" do blog. Com o intuito de    agilizarmos o atendimento os leitores deverão usar exclusivamente o "Email" do blog.
 

                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...