Faça seu Registro Aqui

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
Bem-vindos, Amigos!   Informamos que Só atenderemos pedidos de Informações de Seguidores Registrados no Blog
e se forem solicitados única e exclusivamente através do nosso Email.   Registre-se logo abaixo à Direita.

30 dezembro 2014

YES - Soon - Live in Amsterdam 2001 (tradução)

             


Que a esperança em um ano novo cheio de paz e realizações pessoais venha nos dar o alento necessário para prosseguirmos persistentes neste findar de um ano duro e vergonhoso. Que Deus ilumine as mentes perversas para que trabalhem mais no sentido de aliviar o sofrimento deste povo maltratado. Que a madrastra se transforme em mãe gentil e protetora.

Neste vídeo, a fabulosa banda YES canta "Soon" - maravilhosa canção cuja letra nos leva a um estado de graça que nos prepara para a entrada em 2015 com o pé direito - o que já é alguma coisa... E que venha o ano novo!

28 dezembro 2014

Seals & Crofts - Dupla do Soft Rock Americano Anos 70



Seals & Crofts é uma dupla de músicos norte-americanos, que fazia lindas canções de estilo soft rock e pop rock, formada pelos texanos Jim Seals (guitarra, saxofone, violino) e Dash Crofts (bateria, bandolim e teclado), cujo trabalho caracteriza-se pela harmonia dos vocais e certa ingenuidade das letras.

Ambos faziam parte da banda The Champs, onde Dash Crofts tocava bateria. Em seguida criaram o grupo The Dawnbreakers, que terminou quando todos seus integrantes se converteram à religião Baha'i

Os dois começaram então a atuar como dupla no início dos anos 70 e utilizavam a música para propagar suas crenças, como por exemplo, no LP "Urborn Child", que condena o aborto. Por volta de 1973, ganharam o primeiro disco de ouro e, a partir daí, todo trabalho da dupla acabava convertendo-se em disco de ouro ou platina, embora a crítica os considere uma dupla pop tradicional com pretensões a fazer soul music. 

Autores de todo o seu repertório, ficaram muito famosos com a canção " Summer Breeze ", em 1972. Depois vieram "We May Never Pass This Way (Again)", "My Fair Share", "You're The Love", "The First Years" e outras. Em 1976, começaram a utilizar Carolyn Willis nos vocais.Fizeram também algumas trilhas sonoras para filmes e desenhos animados de Hanna-Barbera.
Pesquisa: Wikipedia

O disco acima, "Seals & Crofts - Greatest Hits", lançado em 1975, é o indicado de hoje para download, que contém alguns dos grandes sucessos da dupla.

Seals & Crofts ~ Summer Breeze (tradução)

             


Seals & Crofts - Summer Breeze (tradução)


Brisa de Verão

Veja as cortinas penduradas na Janela
Na noite de numa sexta à noite
Pequena Luz está brilhando através da janela
Deixa-me saber que está tudo bem

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente

Ver o Livro Deitado Na Calçada
Pouco de música vindo da porta Casa ão lado
Então, eu caminhava até o pé das pistas
Através da tela e pelo chão

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente

Dias doce de verão
O pé de Jasmin está em flor
Julho se veste tocando sua canção
E eu volto para casa
A partir de um árduo dia de trabalho
E você está lá esperando
Sem um cuidado no mundo

Ver o sorriso de espera na Cozinha
Com a comida pronta e um lugar para dois
Sentir os braços me rodeando forte
Na noite quando o dia está terminando

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente

Brisa de Verão
Me faça sentir bem
Soprando jasmin através da minha mente
Tradução: letras.mus.br

Seals & Crofts - Diamond Girl

             

Seals & Crofts - Get Closer

             

24 dezembro 2014

Dollar - Dupla Romântica de Sucesso dos Anos 70/80



Dollar foi o nome dado a uma dupla romântica de música pop britânica que fez muito sucesso no final dos anos 70, início dos anos 80. Bem no finalzinho dos anos 70 a dupla lançou as canções "Shooting Star", "Who Were You Com in the Moonlight", "Love's Gotta Hold on Me", e outras que fizeram bastante sucesso.

Em 1980 deixaram a antiga gravadora e assinaram contrato com a Warner onde viveram um sucesso ainda maior emplacando lindas canções nas paradas a nível mundial. Que eu me lembre, os sucessos que chegaram a estourar aqui no Brasil foram "I Need Your Love" e "Shooting Star".

Em 1982 a dupla chegou a lançar uma ótima coletânea: "The Very Best of Dollar", cuja capa está acima, e contém todos os grandes sucessos da dupla. Confiram!


Tracklist:

Who Were You With in the Moonlight
I Need Your Love
Ring Ring
Love's Gotta Hold on Me
Love Street
Overture
Shooting Star
Tokyo
Star Control
I Want To Hold Your Hand

Dollar - I Need Your Love (tradução)

             

Dollar - Who Were You With In The Moonlight (tradução)

             

Dollar - Shooting Star

             

22 dezembro 2014

O "Samba Jazz" - Um jeito Mais Refinado de Fazer Samba



Lendo uma excelente matéria sobre a história do Samba Jazz, de autoria do produtor, escritor e crítico musical José Domingos Raffaelli, achei por bem compartilhar o assunto que vem a complementar o conteúdo sobre teoria musical no blog.

Segundo Raffaelli, "a princípio aparentemente distantes e separados, o jazz e a música brasileira têm muito em comum, a começar pelas próprias origens africanas. O que aconteceu após a chegada dos escravos no Brasil e nos Estados Unidos, seu desenvolvimento e onde suas origens musicais se reencontraram são aspectos históricos importantes.

O que existe relacionando a música brasileira com o jazz? Nossa música foi influenciada pelo jazz e pela música americana? E nossos músicos influenciaram os jazzmen americanos? Uma abordagem sobre esse palpitante e fascinante assunto, sob diversos ângulos, permite observações e esclarecimentos sobre as ocorrências que se verificaram através dos tempos, as preferências dos brasileiros em relação aos músicos americanos, nossos músicos que brilham ou brilharam no exterior e outros aspectos ligados ao desenvolvimento das duas linguagens chegando nessa mistura que resultou no estilo denominado samba-jazz, jazz-samba, como preferem os americanos.

As relações entre o jazz e a música brasileira são muito mais íntimas do que possam aparentar. É uma intimidade que surpreende após a sua constatação. Suas origens são exatamente as mesmas, provenientes da cultura negra trazida pelos escravos africanos originários das mesmas regiões da costa ocidental do continente africano. O destino separou os irmãos africanos pelos hemisférios das duas Américas, porém suas raízes foram as mesmas.

No Brasil, foram os ritmos da música folclórica portuguesa os primeiros sintomas alienígenas a influenciarem as raízes africanas. Essas mudanças processaram-se lentamente e possivelmente muita coisa perdeu-se na poeira do tempo.

No lado americano, o ragtime, de caráter fortemente sincopado, foi um prolongamento natural da mistura entre a música dos escravos, a quadrilha francesa e a música de uma dança conhecida como cakewalk.

O pianista Scott Joplin (1868-1917) foi o mais famoso compositor de ragtime, influenciando incontáveis músicos. Por alguma razão aparentemente misteriosa até hoje não detectada, a música de Ernesto Nazareth (1863-1934), um dos precursores do chorinho, da polca e da valsa em nosso país, soa como parente muito próximo do ragtime. Essa constatação levou alguns musicólogos e tentarem desvendar o vínculo entre o ragtime e o chorinho, antecessores legítimos do jazz e da música popular brasileira, porém, foram frustrados todos os esforços nesse sentido.

Afinal, como o jazz influenciou a música brasileira ? No início dos anos 20 do século passado, o fox-trot chegou ao Brasil interpretado por grupos americanos que tocavam no Teatro Assyrio, na época a principal casa noturna do Rio de Janeiro. Os músicos brasileiros acotovelavam-se para ouvir os americanos, aprendendo as melodias, assimilando os ritmos, o fraseado e os maneirismos da execução do fox-trot, absorvendo uma influência que se acentuaria nas décadas seguintes. Esta influência foi se acentuando cada vez mais. Nossos músicos – com exceção dos intérpretes de choro, da música tradicional e dos ritmos nordestinos – foram influenciados pelos músicos de jazz.

Afinal, quando, como e onde começou a mistura do jazz com o samba que resultou na música instrumental brasileira moderna? A semente que germinou essa fusão foi plantada em abril de 1953 pelo violonista Laurindo Almeida e o saxofonista Bud Shank quando gravaram o seminal disco "Brazilliance", em Los Angeles. Nesse disco experimental, o violonista brasileiro e o saxofonista de jazz apresentaram uma novidade revolucionária: as improvisações de Shank tocando repertório brasileiro em linguagem jazzística. Em grande forma, Shank adaptou-se inteiramente ao contexto, assentando as bases do que na década seguinte chamariam de jazz-samba, que no Brasil ficou conhecido por samba-jazz. O impacto daquele disco em nosso meio musical foi extraordinário, abrindo as portas para um estilo até então inimaginável. Curiosamente, na época um conhecido saxofonista brasileiro declarou enfaticamente que era impossível improvisar sobre música brasileira, porém, posteriormente, ele adotou a improvisação jazzística na temática brasileira dos seus discos. "Brazilliance" foi editado no Brasil e conquistou imediatamente uma nova geração de músicos que vieram a ser figuras de relevo na bossa nova e, posteriormente, no samba-jazz.

Outro fator importante precursor do samba-jazz no Brasil foi o revolucionário disco "Turma da Gafieira", com Altamiro Carrilho (flauta), Zé Bodega e Maestro Cipó (saxes-tenor), Raul de Souza (trombone), Sivuca (acordeão), Baden Powell (violão), José Marinho (baixo) e Edison Machado (bateria). Além das improvisações nos solos, a atuação de Edison Machado incorporou uma inovação que causou surpresa, desagrado e controvérsia entre os renitentes cultores do samba: ele utilizou os pratos da bateria em seus estimulantes acompanhamentos, algo totalmente inédito e inconcebível para os músicos da época.

Mas, o que é improvisação jazzística? Para um músico, improvisar significa criar novas melodias sobre a estrutura harmônica de uma composição ao sabor da sua imaginação. Em outras palavras, ter total liberdade para expressar sua própria concepção explorando suas idéias melódicas num clima prevalecendo a espontaneidade e a originalidade, injetando variações de coloridos tonais, nuances rítmicas e inflexões. Por isso o jazz é a música do indivíduo e a improvisação é um elemento essencial da sua linguagem. Para avaliar esses elementos inseridos pelos solistas, é suficiente comparar as inúmeras gravações das mesmas músicas por diversos músicos, constatando que todas diferem das demais porque cada músico improvisa à sua própria maneira.

A partir de 1958, a bossa nova conquistou imediatamente a juventude brasileira ocasionando uma radical transformação melódico-harmônico-rítmica na nossa música popular, inaugurando o período moderno da MPB.

Com o sucesso do rock & roll em todo o mundo nos anos 60, a bossa nova e o samba-jazz deixaram de ser a música da juventude brasileira porque ganhava força e popularidade a Jovem Guarda, invadindo como um tsunami os meios de comunicação do pais. Foi quando Mauricio Einhorn declarou sua famosa frase: "A saída para o músico brasileiro é o Aeroporto do Galeão", que alguns mal-informados atribuem a Tom Jobim. Muitos deixaram o país em busca de outras paragens para tentar a sorte. Alguns foram bem-sucedidos, outros nem tanto. Vale ressaltar que vários desses músicos tocam com freqüência em festivais de jazz europeus e americanos.

Enquanto no Brasil a bossa nova e o samba-jazz estavam em recesso forçado devido às preferências do público roqueiro, em outros países continuavam sendo apreciados e cultuados, valorizando nossos artistas, que ganharam novos mercados internacionais solidificando suas carreiras. Essa valorização no exterior, inclusive com a edição de centenas de discos de bossa nova e samba-jazz nos Estados Unidos, Europa e, principalmente, Japão, ocasionou uma reviravolta no Brasil com o retorno do samba-jazz no repertório dos músicos mais jovens. Daí aconteceram três grandes eventos que movimentaram as duas maiores cidades do país e as novas gerações de músicos surgidas a partir dos anos 80/90 trouxeram uma injeção de sangue novo ao samba-jazz.

Agora o samba-jazz chegou para manter uma relevante posição na música brasileira. Apesar de combatido pelos renitentes xenófobos de plantão, que desdenhosamente insistem em afirmar tratar-se de música americana, continua conquistando novos talentos e adeptos no Brasil e em vários países do mundo. A despeito desses handicaps, o samba-jazz resiste bravamente, nossos músicos prosseguem espargindo sua música em concertos, casas noturnas, bares, quiosques, espaços oficiais e alternativos, com boa afluência de público, além de continuar sendo grande atração no Japão, onde tem público cativo, nos festivais europeus e americanos." Cá pra nós..., o samba jazz é a forma mais refinada e audível de se curtir um samba!
Clique aqui para ler a matéria na íntegra

20 dezembro 2014

A Bolha - Um Clássico do Rock Brasileiro Anos 70



A Bolha foi uma banda de rock brasileira formada em 1965 no Rio de Janeiro, com o nome The Bubbles. Participou ativamente do circuito de bailes, programas de rádio e de tv que existia na capital carioca naquela época. No início tocavam apenas covers ou versões de canções e bandas de sucesso da Europa e dos Estados Unidos.

No início dos anos 70, passaram a compor canções próprias e chegaram a gravar dois álbuns, um em 1973 e este em 1977. Encerraram as atividades em 1978, mas voltaram a ativa em 2004, chegando a gravar um novo álbum, para então pararem novamente.

Tocaram como banda de apoio para Gal CostaLeno, Márcio Greyck, Raul Seixas e Erasmo Carlos. Seus integrantes deram origem ou integraram várias bandas que fariam sucesso nas décadas de 70 e 80 como Bixo da Seda, Herva Doce, A Cor do Som, Roupa Nova e Hanói-Hanói.
Dicas do Wikipedia

A especialidade do grupo era o rock, nas versões psicodélica, hard e progressiva. Uma banda que passou quase despercebida no tempo; grandes valores que não foram tão notados na época; uma banda ainda conhecida por poucos hoje.

Dos dois discos lançados no período ativo própriamente dito, indico este acima como dica para o download de hoje, lançado em 1977, com o título: "A Bolha - É Proibido Fumar". E, caso esbarrem com o primeiro deles na internet, lançado em 1973 e entitulado: "A Bolha - Um Passo a Frente", não tenham dúvida em baixá-lo também, pois é tão bom quanto o segundo. Na verdade, vale a pena conferir os dois! Segue as faixas do segundo disco:

Faixas do disco:

01 - Deixa Tudo De Lado
02 - Difícil é Ser Fiel
03 - É Proibido Fumar
04 - Estações
05 - Sai Do Ar
06 - Consideração
07 - Torta De Maçã
08 - Luzes Da Cidade
09 - Clímax
10 - Vem Quente Que Eu Estou Fervendo
11 - Talão De Cheques


A Bolha - Não Sei

             

A Bolha - Sem Nada

             

A Bolha - É Proibido Fumar

             

16 dezembro 2014

Coleção "Antena 1" - Os Maiores Clássicos de Todos Os Tempos (4 Volumes)

A dica de hoje é esta ótima coletânea lançada em 2013, com os maiores clássicos de todos os tempos, distribuidos em 4 CDs, num total de 78 músicas criteriosamente escolhidas. Vale a pena adquirí-la. Confiram!


CD1
01. Anna (Go To Him) – The Beatles
02. Trouble – Lindsey Buckingham
03. The Right Thing To Do – Carly Simon
04. Fantasy – Earth, Wind & Fire
05. Out Of Touch – Darly Hall & John Oates
06. These Dreams – Heart
07. It’s a Heartache – Bonnie Tyler
08. More Than a Woman – Bee Gees
09. More Love – Kim Carnes
10. Up Where We Belong – Jennifer Warnes & Joe Cocker
11. How Long – Rod Stewart
12. You’ve Got It – Simply Red
13. My Life – Billy Joel
14. You’re The First, The Last, My Everything – Gloria & Barry White
15. Dust In The Wind – Kansas
16. How Sweet It Is (To Be Loved By You) – James Taylor
17. Lover Why – Century
18. Paradise Is Here – Tina Turner

CD2
01. Times Passages – Al Stewart
02. Last Train To London – E.L.O.
03. Voyage, Voyage – Desireless
04. Once Upon a Long Ago – Paul McCartney
05. Missing You – Chris de Burgh
06. Yah Mo B There – Michael McDonald & James Ingram
07. Hold Me – Fleetwood Mac
08. Radio Ga Ga – Queen
09. Upside Down – Diana Ross
10. Like a Fool – Robin Gibb
11. Magic – Olivia Newton-John
12. I Like Chopin – Gazebo
13. Whishing On a Star – The Cover Girls
14. All Time High – Rita Coolidge
15. Ships – Barry Manilow
16. The Best Of Times – Styx

CD3
01. (Just Like) Starting Over – John Lennon
02. Arthur’s Theme (Best That You Can Do) – Christopher Cross
03. You’ll See – Madonna
04. Don’t Stop The Dance – Bryan Ferry
05. Time After Time – Cyndi Lauper
06. Take My Breath Away – Berlin
07. Bad Girls – Donna Summer
08. The Boxer – Simon & Garfunkel
09. Promises – Barbra Streisand
10. Stephanie – George Benson
11. Hungry Eyes – Eric Carmen
12. Three Times In Love – Tommy James
13. Got To Be There – Chaka Khan
14. Little Jeannie – Elton John
15. When You’re Gone – Maggie Macneal
16. Still – Commodores

CD4
01. Yesterday Once More – The Carpenters
02. Oh People – Patti LaBelle
03. Heart and Soul – Huey Lewis and The News
04. We’re In This Love Together – Al Jarreau
05. Kiss On My List – Darly Hall & John Oates
06. Just Like You Do – Carly Simon
07. We Are The One – Jimmy Ciff
08. Don’t Dreams It’s Over – Crowded House
09. I Know There’s Something Going On – Frida
10. All My Love In The World – Dionne Warwick
11. Everybody’s Got To Learn Sometime – The Korgis
12. Nothing’s Gonna Stop Now – Starship
13. Her Town Too – James Taylor
14. Crazy For You – Madonna
15. Kissing a Fool – George Michael
16. Just As I Am – Air Supply
17. Forever Young – Rod Stewart
18. The Best – Tina Turner

14 dezembro 2014

Mardi Gras - Sucesso do Rock And Roll Americano dos Anos 70



Mardi Gras foi uma banda de rock and roll americana que lançou vários singles de grande sucesso em toda a Europa, Estados Unidos, chegando até o Brasil pelas mãos de Big Boy, da extinta rádio Mundial. Isto aconteceu entre 1970 e 1972. Um único álbum foi lançado pela banda em 1972 e recebeu o mesmo nome do grupo: Mardi Gras, sendo este a dica para download.

O grupo foi formado por três amigos, Lou Burgio, Bob Azzara, e Flip Cesario, vindos de outras bandas dos anos 60 já existente. Não se encontra quase nenhum registro sobre eles e o seu único álbum lançado também é uma raridade na internet.

O primeiro lançamento da banda foi um cover de "Girl, I have news for you", que de cara alcançou o primeiríssimo lugar na França, entrando também nas paradas da Itália, Holanda, Espanha, e em outros países da Europa.  Logo em seguida conseguiram repetir a façanha com a canção "Too busy thinking of my Baby", desta vez chegando a emplacar na Inglaterra, no UK Singles Chart (1972). A banda ainda lançou mais dois outros singles de sucesso: "Every day I have to cry a little ", em 1971, e "Paris sunshine", em 1972, logo após o lançamento de seu único álbum. Depois o grupo ainda gravou mais uma canção em parceria com o cantor francês Michel Laurent chamada "Sing Sing Barbara," que também obteve o primeiro lugar em parte da Europa, ficando no topo das paradas na Itália por seis meses consecutivos.

Mardi Gras - Girl iIve Got News For You (1970)

             

Esta canção nos traz boas lembranças de 1970, quando era sucesso e tocava em todas as rádios e bailes.

Mardi Gras - Everyday I Have To Cry Some (1971)

             

Matando a saudade com mais este grande sucesso de 1971.

Mardi Gras - Too Busy Thinking About My Baby

             

10 dezembro 2014

Frank Sinatra - Um dos Pioneiros do Romantic Jazz



O excelente cantor americano Frank Sinatra começou sua carreira lá pelos anos 40 criando recorrentes sucessos pelo mundo todo, se tornando um artista de sucesso sem precendentes e ídolo das "bobby boxers", como eram conhecidas as jovens fãs de swing.

Foi considerado um dos maiores intérpretes da música na década de 50, quando já balançava incontáveis corações apaixonados. Com o blues, o pop e o romantic jazz (seu principal estilo musical), fez a cabeça do grande público feminino por gerações. Prova disto foi o show histórico feito no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, onde lotou o Maracanã em 1980, quando tocou para 170 mil pessoas, entrando assim para o livro Guiness de Recordes.

Hoje, deixo como sugestão a coletânea "Frank Sinatra – 50 Greatest Hits", lançada no ano de 2001, para o prazer de quem gosta do estilo e deseja ter os 50 maiores sucessos deste inigualável cantor. A relação das músicas contidas no disco estão logo abaixo.

Tracklist:

1.Lonesome Cities
2.Moonlight Serenade
3.All or nothing At All
4.The Very Thought Of You
5.My Kind Of Town
6.The World We Knew
7.The Girl From Ipanema
8.Somewhere My Love
9.My Way
10.Born Free
11.The Best Is Yet To Come
12.Mrs. Robinson
13.Softly As I Leave You
14.Somethin` Stupid
15.Moon River
16.Let`s Face The Music And Dance
17.Some Enchanted Evening
18.Come Fly With Me
19.Strangers In The Night
20.Love`s Been Good To Me
21.I’ve Been To Town
22.Night And Day
23.The Way You Look Tonight
24.Theme From “New York New York”
25.A Man Alone
26.Come Rain Or Come Shine
27.Fly Me To The Moon
28.What My Way
29.Bewitched
30.This Is My Song
31.Love And Marriage
32.Pennies From Heaven
33.Some Traveling Music
34.Yesterday
35.Something
36.This Is My Love
37.I’ve Got You Under My Skin
38.All The Way
39.America Is Beautiful
40.In The Wee Small Hours Of The Morning
41.For Once In My Life
42.It Was A Very Good Year
43.The Single Man
44.Summer Wind
45.You Are There
46.Three Coins In The Fountain
47.They Can’t Take That Away From Me
48.The Beautiful Strangers
49.That’s Life
50.I Get A Kick Out Of You


Frank Sinatra - My Way

             

Frank Sinatra - Let me Try Again

             

                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...