Cabeçalho do Blog

bandeira-brasil-imagem-animada-0009
Encontre-nos
PREZADOS LEITORES! À PARTIR DE HOJE ESTAREMOS POSTANDO AS ATUALIZAÇÕES DO BLOG NO NOVO ENDEREÇO ABAIXO: www.batebocamusical2.blogspot.com.br batebocamusica2

28 janeiro 2013

Máquina Vapor - Um Ótimo E Desconhecido Progressivo Gaúcho (2010)


 A banda Máquina Vapor da cidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul desenvolve um trabalho direcionado ao Rock Progressivo, influenciado pelas grandes bandas dos anos 70,  que tinham raízes sólidas no rock and roll, mas que agregavam a ele vários outros estilos musicais. Apresentando-se em diversas cidades do estado, o grupo divulga em 2010 seu primeiro trabalho, o Cd homônimo “Máquina Vapor”. A idéia inicial da banda surgiu quando dois amigos resolveram desenvolver uns projetos independentes que pudessem servir de base para estudos de improvisação, composição e arranjos criados até então individualmente. É assim que surgem as bandas! 

Neste primeiro disco os caras misturam à essência do rock outros gêneros musicais, como o blues, o jazz, a música erudita, MPB, e dando também uma identidade gaúcha ao contexto geral. O disco passou por várias fases de criação, muitas dificuldades e tropeços durante todo o processo de gravação. Os obstáculoss foram enormes, mas a persistência e a vontade de relizarem um sonho foram maior!..


Conforme comentou  o jornal  Diário da Manhã , assim como o trabalho de um artesão cuja obra passa por um longo processo de criação e desenvolvimento até estar concluída e poder ser admirada, o Cd Máquina Vapor começou a ser concebido ainda no ano de 2007, época em que foram gravadas as primeiras músicas. Até o final das gravações em 2009, a banda conseguiu concluir com bastante maturidade as músicas que ainda não estavam finalizadas. Houve bastante tempo para que elas fossem trabalhadas e testadas de diferentes maneiras, até que tudo ficasse do agrado de seus criadores. Daí tiveram músicas bem acabadas em termos de composição, o que gerou grande satisfação por parte da banda, que viu seu esforço recompensado após um longo e difícil caminho percorrido.


Máquina Vapor - Màquina Vapor

           

Este primeiro disco já está no mercado há três anos e até hoje a mídia não deu nenhuma oportunidade aos caras! Até mesmo para gravar o disco tiveram que pagar, pois foi uma produção independente segundo eu entendi. Mas não poderia ser diferente! Afinal eles tocam é progressivo, não é funk, nem sertanejo, pagode, etc, não é mesmo?!

Máquina Vapor - Memórias

            

Para variar, uma banda só de músicos competentes, com formação acadêmica e desconhecida dos próprios brasileiros!.. Esta é uma constante brasileira. Santo de casa não faz mesmo milagres!!!

25 janeiro 2013

Mike Oldfield - Tubular Bells Álbum

            

Mike Oldfield - Tubular Bells [1973]


     Michael Oldfield é um músico e compositor inglês, cuja música abrange um vasto leque de influências que vai desde o  rock progressivo, ao folk, música étnica, clássica, electrônica, new age e dance. Sua música caracteriza-se pela complexidade das composições. Um dos seus trabalhos mais conhecidos é o famoso álbum Tubular Bells, gravado em 1973 e que rapidamente fez a cabeça de toda a galera do progressivo mundial.
 
     Autodidata, o gênio logo aprendeu a tocar uma diversidade de instrumentos. Foi reconhecido por fazer melódicos solos de guitarra e com 19 anos lançou o álbum Tubular Bells, composto por dois longos instrumentais (suítes) de 20 minutos, vendendo mais de 18 milhões de cópias.
Fonte: pt.wikipedia.org

     Dos amantes do prog rock ou rock progressivo, quem não ouviu, pelo menos uma vez, o famoso disco Tubular Bells? Quem conhece se lembra daquela maravilhosa suíte, que foi usada no filme "O Exorcista" na época..., se lembram? 

     Este foi um trabalho bem peculiar para a época e que tranformou este disco em um fato histórico, pois foi totalmente gravado por um único cara, de apenas 19 anos, que com muita maestria cuidou de todos os instrumentos e conseguiu criar um produto que logo caiu no gosto do público específico: a malucada progressiva

     Para quem gosta do estilo e ainda não conhece este disco, não perca mais tempo, pois realmente ele é maravilhoso! Para o download gratuito do disco é só você entrar neste site "aqui", rolar a página até o final do texto, antes dos comentários, e lá procurar por: "Скачать отсюда: Narod.ru", clicando então em "Narod.ru", em cor laranja, que abrirá a página de download. Aqui no blog já mostramos como baixar neste site russo. Confira como clicando "aqui".

24 janeiro 2013

Dirty York - Feed The Fiction (2013)


     Saindo fresquinho da fornalha temos um novo álbum da banda australiana "Dirty York", que faz um blues rock bem genuíno, e que está com o lançamento mundial previsto para o dia 1º de março próximo. Segundo informações seguras ele possui a mesma excelência dos discos "Waiting On St. George", de 2009 e "Say Goodbye To Diamonds", de 2010..., já lançados. A banda faz um rock setentista em pleno século XXI. 

     Esses caras fazem parte da nata do talentoso rock australiano. A sonoridade da banda é parecida com a dos irmãos Robinson, da banda americana "The Black Crowes". Para ser mais preciso, diria ser uma  feliz mistura dos "The Black Crowes" com um pouco do início dos "Rolling Stones" e mais umas boas pitadas de "Aerosmith" e "Lynyrd Skynyrd". Esta inusitada mistura de blues/southern rock dos caras é mesmo fantástica!  É um blues encharcado de um rock and roll bem matador, porém sutilmente sublimado e de uma imponência incisiva. O grupo é formado por Shaun Brown (voz), Benny James (guitarra), Luke Teys (guitarra), Luka Szpakolski (bateria) e Todd Richmond Bennet (baixo). 

Dirty York - Stitches In My Pocket

           

     Esta será a terceira faixa do novo disco. Não subestime a música pelo início, pois é um rockão setentista de primeira linha! Prossiga assintindo e não se arrependerá!..

Dirty York - Born With A Broken Heart

           


23 janeiro 2013

Fazendo Download Gratuito Pelo "Depositfiles"


     Para se fazer download gratuito na hospedagem Depositfiles basta você clicar no link e assim que abrir a página, escolha "Downloads Regulares", clicando nele. Daí abrirá outra janela lhe dando duas opções de download. Escolha "Download gratuito no modo normal através do navegador". Daí aparecerá um contador regressivo. Espere ele chegar a "zero". Na próxima janela você preencherá um código de letras e(ou) números e clicará em "Continue". Na última janela que abrir aparecerá novamente "Download gratuito no modo normal através do navegador", clique nele. Daí  é só baixar o arquivo, pois abrirá uma janela menor para você escolher onde quer salvá-lo e dar "OK". Agora é só aguardar o final do download, descompactar o arquivo, geralmente "winrar" e pronto. Não é fácil?..


22 janeiro 2013

Roupa Nova - Uma Banda Fadada Ao Sucesso!


     É a banda brasileira de pop rock com o maior tempo de formação, mais de 30 anos de estrada e com seus membros originais. A banda surgiu em agosto de 1980, devido a mudanças ocorridas após 1978, quando chamavam-se "Os Famks", mantendo até hoje a sua formação original. Outra curiosidade é que todos eles são extremamente competentes, multi-instrumentistas e cantores.

     São recordistas em trilhas sonoras de novelas, com mais de 35 músicas. Além delas, Videogame se tornou a trilha sonora do Jornal da extinta Rede Manchete. Temas famosos são Dona (Roque Santeiro, 1985), A Viagem (A Viagem, 1994) e Coração Pirata (Rainha da Sucata, 1990). O grupo também esteve presente na gravação original de outros dois temas bastante conhecidos, o Tema da Vitória, usado na Fórmula 1, imortalizado nas vitórias do piloto brasileiro Ayrton Senna, e o tema do Rock in Rio de 1985. Outro grande sucesso da carreira do Roupa Nova é Whisky a go-go, composição de Michael Sullivan e Paulo Massadas eternizada pelo sexteto, gravada originalmente em 1985, tema de abertura da novela da Rede Globo Um sonho a mais. Whisky a go-go é um grande sucesso presente até os dias de hoje, tanto nos shows do Roupa Nova quanto em danceterias, clubes e festas.

     Em 2004, o Roupa Nova estreou seu selo próprio com o lançamento do CD e DVD Roupa Acústico 1, o qual veio a ser um grande sucesso de público e crítica, e que teve continuação com o Roupa Acústico 2, que em menos de uma semana vendeu mais de 70.000 cópias.  Estes discos são os que recomendo para quem deseja ter os sucessos deles, que poderá ser encontrado para download gratuito "aqui", pelo site "4Shared". Os dois lançamentos acústicos do Roupa Nova ajudaram a renovar o público da banda. Se tornou comum e frequente a presença de adolescentes e jovens nos shows do grupo.

     Seu álbum mais bem sucedido é o de 1985, que contém vários sucessos, tais como Dona, Seguindo no trem azul, Linda demais, Sonho e Show de rock'n roll. O álbum alcançou a marca de 2,2 milhões de discos vendidos, alavancando de vez a carreira da banda, que a cada ano já vinha se tornando mais popular.

     Durante a sua carreira, o Roupa Nova fez parcerias com os grandes nomes da música brasileira e artistas internacionais, como The Commodores, com quem gravou a canção Esse tal de repi enroll, tema da novela Meu bem meu mal, de 1990, David Gates (ex-vocalista do Bread), com quem gravou De ninguém para o álbum Através dos tempos, de 1997, e a canção Volte neste natal, para o álbum Natal todo dia, de 2007, e a banda Ben's Brother, que participou da faixa Reacender, do CD e DVD Roupa Nova em Londres, de 2009.

     O Roupa Nova também fez parcerias com Roberto Carlos, Ivete Sangalo, Rita Lee, Sandra de Sá, Zélia Duncan, Fagner, Luciana Mello, Marjorie Estiano, Pedro Camargo Mariano, Cláudia Leitte, Elba Ramalho, Ed Motta, Chitãozinho e Xororó, José Augusto, Hangar, Byafra, Tony Garrido, Padre Marcelo Rossi, Simone, Joanna, Milton Nascimento, Angélica e Gal Costa, entre outros.

     Os grandes incentivadores da carreira do Roupa Nova são Mariozinho Rocha, diretor musical da Rede Globo que é inclusive o responsável pelo nome da banda, o maestro Eduardo Souto Neto com quem o Roupa Nova gravou o Tema da Vitória e o cantor e compositor Milton Nascimento que homenageou a banda com a canção Nos bailes da vida.

     Vários artistas famosos também já regravaram canções compostas pelos integrantes do Roupa Nova, como é o caso de Sandy e Júnior com a canção A lenda, a dupla sertaneja Rick e Renner com as canções A Força do amor e De volta pro futuro, o cantor Eduardo Costa, com Linda Demais e Volta pra mim, e a dupla sertaneja Victor & Léo com Retratos rasgados. O talento dos integrantes do Roupa Nova como compositores foi reconhecido no Programa Raul Gil, quando eles foram homenageados por calouros e por artistas consagrados no quadro Homenagem ao compositor, em 2005.

     Em junho de 2005 o Roupa Nova foi o grande vencedor do Prêmio TIM de Música na categoria Canção Popular, recebendo dois prêmios: o prêmio de melhor disco com Roupacústico, disputando com Beleza Roubada, de Dulce Quental e Outros Planos, da banda 14 Bis, e o prêmio de melhor grupo, disputando com Red e 14 Bis.

     Em 2009 o grupo recebeu um dos mais importantes prêmios da música mundial, o Grammy Latino, na Categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro, desta vez concorrendo com Ivete Sangalo, Jota Quest, Skank e Rita Lee.

     Nos dias 2 e 3 de julho de 2010 foi gravado um projeto em comemoração aos 30 anos de carreira com participações de Sandy, Milton Nascimento, Fresno e o Padre Fábio de Melo. O álbum foi lançado em outubro de 2010. Em 30 anos de carreira, o grupo já vendeu quase 10 milhões de discos.

     A seguir, estamos postando vários vídeos da banda, atendendo assim a todos os e-mails recebidos.
Fonte: pt.wikipedia.org

Roupa Nova Acústrico - Show Completo (2004)

            

     Vejam aqui o show completo dos caras, gravado ao vivo no Olympia, em São Paulo, nos dias 23 e 24 de abril de 2004, trazendo os grandes sucessos da banda e as participações especiais do grande Ed Motta e a dupla sertaneja Chitaozinho & Xororó. Se quiserem fazer o download deste vídeo veja como clicando "aqui".  Não deixem de assistí-lo!!!...

     Playlist: 1 - Whisky a go go  2 - A força do amor  3 - Canção de verão  4 - Seguindo no trem azul  5 - Volta pra mim  6 - Anjo  7 - Linda demais  8 - A flor da pele  9 - Clarear  10 - A lenda  11 - Bem simples  12 - Meu universo é você  13 - A viagem  14 - Coração pirata  15- Sapato Velho  16 - Dona  17 - Já nem sei mais  18 - Roupa nova  19 - Corações psicodélicos  20 - Amar é...  21- Chuva de prata  22 - Yesterday / Hey Jude  23 - Tema da vitória  24 - Show de Rock´n´roll  25 - Razão de Viver.

Roupa Nova - Whisky A Go Go

           

Roupa Nova - Sapato Velho

           

Roupa Nova - Dona

            

Roupa Nova - Linda Demais

            

Roupa Nova - A Força Do Amor

           

Yes - Tales From Topographic Oceans (Album Completo)

           

     Sem muitos rodeios..., serei curto e grosso! Esta postagem é só para os fãs. Para quem gosta de samba, funk, forró ou sertanejo, não perca o seu tempo tentando curtir este vídeo!.. Este é um dos três melhores discos desta renomada banda inglesa de rock progressivo.


Yes - Relayer (Album Completo)

           

     Na  minha opinião, esta também é uma das três obras primas dos caras. Curtam à vontade!.. (Por questões autorais o vídeo escolhido pelo blog foi substituido)

Yes - Close To The Edge (Album Completo)

           

    As mesmas recomendações são dadas também para este vídeo. Portanto, aos fãs do Yes, aqui está o melhor disco da banda, inteirinho, para você saborear!.. É só clicar no vídeo, apagar a luz, fechar os olhos, abrir bem o ouvidos e dar início à grande viagem... Até a próxima!

19 janeiro 2013

Coldplay - Para Quem Gosta De Um Rock Suave


      Coldplay é uma  banda  britânica de rock alternativo fundada em 1996  na Inglaterra pelo vocalista principal Chris Martin e o guitarrista Jonny Buckland no University College London. Depois  de  formar  o  "Pectoralz",  Guy  Berryman se  juntou  ao  grupo  como baixista  e  eles  mudaram  o  nome  para  "Starfish". Will Champion  entrou  para  tocar bateria, como vocal  de  apoio  e  multi-instrumentista, completando  assim, o  grupo. O empresário Phil  Harvey é  muitas  vezes  considerado o  quinto  membro não oficial.  A banda  passou  a  se  chamar "Coldplay" em 1998,  antes de gravar  e  lançar  três  EP; "Safety"   em  1998, "Brothers & Sisters"  como  um   single  em  1999   e   "The   Blue Room"  no mesmo  ano.  Este  último  foi  o  primeiro  lançamento da  banda  por  uma grande  gravadora, depois de assinar contrato com a Parlophone.

     Conseguiram fama mundial com o lançamento do single "Yellow" em  2000,  seguido por seu álbum de estréia lançado no mesmo ano, "Parachutes", que  foi  indicado  para um Mercury Prize. O segundo álbum da banda, "A Rush of Blood to the Head" (2002) foi lançado com várias críticas positivas, vencendo vários prêmios, inluindo o de Álbum do Ano pela NME, e vem sendo considerado o melhor  álbum  do  Coldplay.  O  seu álbum  seguinte, "X&Y"  foi  inicialmente  recebido com  opiniões  diversificadas  da crítica  após o seu  lançamento  em 2005.  No  entanto, o  quarto  álbum de estúdio da  banda  "Viva la Vida or Death and All His Friends"  (2008),  produzido por Brian Eno, foi  recebido com  comentários  favoráveis da  crítica e obteve  várias  indicações  para prêmios, vencendo o Grammy.  Em 24 de outubro de 2011,  a banda lançou seu quinto álbum de estúdio, intitulado "Mylo Xyloto". Assim como seus antecessores, o álbum foi um sucesso comercial.

     A banda  já  ganhou  vários prêmios da  indústria  musical  ao  longo de sua carreira, incluindo seis Brit Awards — vencendo o de Melhor Grupo Britanico três vezes, quatro MTV Video Music Awards, e sete Prêmios Grammy entre vinte indicações. Como  um dos  recordistas de  vendas  de  discos, o Coldplay  já  vendeu  mais de 50  milhões de discos em todo o mundo.

     Coldplay  vem  apoiando  ativamente  várias  causas  sociais  e  políticas,   como  a campanha  Make Trade  Fair  da  Oxfam  e  Anistia  Internacional.  O  grupo  também realizou  vários projetos de caridade como Band Aid 20,  Live 8,  Sound Relief,  Hope for Haiti Now: A Global Benefit for Earthquake Relief e o Teenage Cancer Trust.

       A  banda tem tanta música boa espalhada  pelos  discos  lançados  que  seria  mais interessante adquirir esta coletânea  indicada  na ilustração acima,  pois ela tem todos os sucessos da banda. Para download gratuito é só buscar na internet por:  Coldplay - The Best Of Coldplay (2006) - blogspot.
Fonte: pt.wikipedia.org - (repost por danos no post original)

Coldplay - Viva La Vida!

             

Show em Madrid, 2011. Sem palavras para expressar a beleza desta música!

Coldplay - Viva La Vida ! (tradução)

Eu costumava dominar o mundo
Oceanos se abriam quando eu ordenava
Agora pela manhã durmo sozinho
Varro as ruas que já foram minhas

Eu costumava mandar
Sentir o medo nos olhos dos meus inimigos
Ouvia enquanto a multidão cantava:
"Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!"

Em um minuto eu segurava a chave
No outro as paredes estavam fechadas contra mim
E eu descobri, que meus castelos se apoiavam
Sobre pilares de sal e pilares de areia

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Corais da cavalaria romana estão cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meus missionários em um campo estrangeiro

Por algum motivo eu não posso explicar
Desde que você se foi, nunca mais houve
Nunca houve uma palavra honesta
Isso foi quando eu dominava o mundo

Era o vento malévolo e selvagem
Derrubou as portas para me deixar entrar
Janelas estilhaçadas e o som de tambores
O povo não podia acreditar no que eu havia me tornado

Revolucionários esperam
Pela minha cabeça numa bandeja de prata
Apenas uma marionete numa corda solitária
Oh, quem jamais desejaria ser rei?

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Corais da cavalaria romana estão cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meus missionários em um campo estrangeiro

Por algum motivo eu não posso explicar
Eu sei que São Pedro não chamará o meu nome
Nunca houve uma palavra honesta
Mas isso foi quando eu dominava o mundo

Oh, oh, oh, oh, oh

Ouço os sinos de Jerusalém tocando
Corais da cavalaria romana estão cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meus missionários em um campo estrangeiro

Por algum motivo que não sei explicar
Eu sei que São Pedro não chamará o meu nome
Nunca houve uma palavra honesta
Mas isso foi quando eu dominava o mundo

Coldplay - In My Place

           

     Coldplay em performance no "Rock Am Ring Festival" de Nuerburgring, na Alemanha, em  junho  de 2011. A música  é simplesmente linda!

Coldplay  -  In  My  Place (tradução) 

Em meu lugar, em meu lugar
Estavam linhas que eu não podia mudar
Eu estava perdido, sim
Eu estava perdido, estava perdido
Cruzei linhas que não deveria ter cruzado
Eu estava perdido, ah sim

Sim, quanto tempo você tem que esperar por isso?
Sim, quanto tempo você tem que pagar por isso?
Sim, quanto tempo você tem que esperar por isso?
Por isso

Eu estava assustado, estava assustado
Cansado e despreparado
Mas eu esperei por você
Se você for, se você for
Então deixe-me aqui sozinho
Então eu esperarei por você, sim

Sim, quanto tempo você tem que esperar por isso?
Sim, quanto tempo você tem que pagar por isso?
Sim, quanto tempo você tem que esperar por isso?
Por isso, sim

Cante por favor, por favor, por favor
Volte e cante para mim
Para mim, mim
Vamos lá e cante pra valer, agora, agora
Vamos lá e cante pra valer, para mim, mim
Volte a cante

Em meu lugar, em meu lugar
Estavam linhas que eu não podia mudar
Eu estava perdido, oh sim
oh sim

Nora Jones - Fluidez, Paz E Doçura De Voz!

                        

Para quem não sabe ela é filha de Ravi Shankar, famoso compositor e músico citarista indiano, conhecido em todo o mundo, inclusive por aqui, em São João. Herdado do pai, notem a fuidez, a paz e a doçura com que esta hindo-americana consegue imprimir na execução desta música! É fabulosa! Norah é uma artista premiada cuja carreira foi impulsionada em 2002 com seu álbum de estreia "Come Away With Me".

Neste vídeo ela dá uma pequena mostra do seu incomparável estilo "piano/jazz" de que tanto gosta e, ao mesmo tempo, deixando transparecer as misturas "soul" e "folk", que sempre fazem parte do seu estilo musical, juntamente com o "blues". Estes são os estilos musicais adotados por ela em suas criações, geralmente com letras e músicas simples, mas com consequências que transcendem... Não deixem de ouvir esta música!!! A sua simplicidade é tão contagiante e evidente, que os mais desavisados podem até confundir a sua performance com amadorismo ou talvez até com um "showzinho fuleco"! Porém, de "fulerisse" não tem nada, ela é poderosa e tem muito sucesso pela frente! Para a sua apreciação, indico este primeiro disco dela. Vejam a capa!


Venha embora comigo no meio da noite
Venha embora comigo e eu te escreverei uma música
Venha embora comigo em um ônibus
Venha embora para onde eles não possam nos tentar com suas mentiras

E eu quero caminhar ao seu lado
Em um dia nublado
Em campos onde o capim amarelo cresce à altura dos joelhos
Então, você pode tentar vir comigo?

Venha embora comigo e nos beijaremos
No topo de uma montanha
Venha embora comigo e eu irei
Nunca deixar de te amar

E eu quero acordar com a chuva
Caindo no telhado de zinco
Enquanto eu estou segura em seus braços
Então tudo que eu peço é que você

Venha embora comigo no meio da noite
Que venha embora comigo

15 janeiro 2013

Secos & Molhados - Flores Astrais

                    

Esta é a "faixa sucesso" do segundo disco, no último clipe feito pela banda e apresentado em agosto de 1974, no programa "Fantástico" da Globo, antes de anunciarem a separação.

Secos & Molhados - Sangue Latino

                                    

É lamentável ver bandas tão boas de vidas tão curtas! Se eles ainda hoje estivessem em atividade, certamente seriam uma banda porrêta! Participamos do sucesso deles e, convícto, digo-lhes que deixaram saudade.

Secos & Molhados - Um Sonho Que Durou Pouco


     Secos & Molhados foi um grupo vocal brasileiro da década de70 cuja formação clássica consistia de João Ricardo (vocais, violão e harmônica),  Ney Matogrosso (vocais) e Gérson Conrad (vocais e violão).

     No começo, as apresentações ousadas, acrescidas de figurino e maquiagem extravagantes,   fizeram a banda ganhar imensa notoriedade e reconhecimento, sobretudo por canções como "O Vira", "Sangue Latino", "Assim Assado", "Rosa de Hiroshima". Foram uma das primeiras das poucas bandas brasileiras a aderirem ao glam rock.  Eles misturavam  danças,  folclore, críticas à ditadura  militar e as poesias de Cassiano Ricardo, Vinícius de Moraes, Oswald de Andrade, Fernando Pessoa, e João Apolinário, pai de João Ricardo, com um rock pesado inédito no país, o que a fez se tornar um dos maiores fenômenos musicais do Brasil na época e um dos mais aclamados pela crítica até hoje. Seu álbum de estréia, "Secos & Molhados I" de 1973, este aí de cima, o qual eu classifico como sendo o melhor deles, foi possível graças às tais performances que despertaram interesse nas gravadoras e projetou o grupo no cenário nacional  vendendo  mais  de 1 milhão cópias no país, em pouco tempo. O sucesso do grupo atraiu a atenção da mídia, que convidou-os para várias participações na  televisão. As mais relevantes foram os especiais do programa Fantástico, da Rede
Globo. 

     Os Secos & Molhados se tornaram um dos maiores fenômenos da música popular brasileira, batendo todos os recordes de vendagens de discos e público. O disco era formado por treze canções que ao ver da crítica, parecem atuais até os dias de hoje. As canções mais executadas foram "Sangue Latino", "O Vira", e "Rosa de Hiroshima". O disco também destaca inúmeras críticas à ditadura militar que estava implantada no Brasil,  em canções como o blues alternativo "Primavera   nos Dentes" e o rock progressivo "Assim Assado",  esta de forma mais explícita  em versos que personificam uma disputa entre socialismo e capitalismo. A capa do disco foi eleita pela Folha de São Paulo como a melhor de todos os tempos, de discos brasileiros.

    Em fevereiro de 1974, fizeram um concerto no Maracanãzinho que bateu todos os índices de público, jamais visto no Brasil. Enquanto o estádio comportava 30 mil pessoas, outras 90 mil ficaram do lado de fora. Também em 1974 o grupo sai em turnê internacional que, segundo Ney Matogrosso, gerou oportunidades de criar uma carreira internacional sólida. Em agosto do mesmo ano, é lançado o segundo disco de estúdio da banda, "Secos & Molhados II", que tinha em destaque "Flores Astrais", único hit do disco. O lançamento do disco foi  pouco antes do fim da  formação clássica da  banda, que ocorreu por brigas internas entre os membros.  Talvez  por  este motivo o  segundo álbum, que veio sem título e com uma capa preta, não tenha feito tanto sucesso como o primeiro. Assim, João Ricardo prosseguiu com a marca "Secos  & Molhados", Gérson continuou a tocar sozinho e Ney Matogrosso, que foi o mais bem-sucedido em sua carreira solo, e ainda continua cantando até hoje.


     Os Secos & Molhados estão inscritos em uma categoria privilegiada entre as bandas e músicos que levaram o Brasil da bossa nova  à tropicália e daí ao rock brasileiro, um estilo que só  floresceu expressivamente nos anos 80. Seus dois álbuns de estréia incorporaram elementos novos à MPB, que vai desde a poesia e o glam rock ao rock progressivo e o folk, servindo como fundamental  referência para uma geração de bandas underground que não aceitavam a MPB como expressão. O grupo ainda continua ganhando a atenção das novas gerações: em 2007, a "Rolling Stone Brasil" posicionou o primeiro LP em quinto lugar na sua lista dos 100 maiores discos da música brasileira e  em 2008 a  "Los 250 Essential Albums of All Time Latin Alternative-Rock Ibero Americano" o colocou na 97ª posição.
Fonte: pt.wikipedia.org
Para download grátis, buscar por: Secos & Molhados - Secos & Molhados I (1973) - blogspot


Kansas - Miracles Out Of Nowhere

                    

Esta é uma das músicas da linha mais progressiva da banda, muito bonita por sinal. Realmente, essa banda é do "baralho"! Confiram!


Kansas  -  Miracles  Out  Of  Nowhere (tradução)

Numa manhã cristalina, eu posso ver o orvalho caindo
Abaixo de um céu cintilante eu posso ouvir as vozes chamando
Quando você virá pra casa, filho? O mundo não é pra você
Me diga qual seu ponto de vista
Ei, senhor louco, o que você sabe que eu não sei
Me conte algumas histórias loucas, deixe-me saber quem comanda esse espetáculo
Com óculos e gargalhando, ele se vira e segue andando
Me diga o que te fez desse jeito

Aqui estou esperando por um sinal
Fazendo perguntas, aprendendo todo o tempo
Sempre esteve aqui, sempre esteve lá
É apenas amor, e milagres por toda parte

Me diga agora, querida mãe, como é ser tão velho
Crianças crescem e se vão, parece que o mundo está crescendo frio
E apesar de seu corpo estar te afligindo, sua mente está como nova
Me diga onde você está indo

É tão simples na frente de seus olhos
Se você olhar além desse disfarce
Sempre esteve aqui, sempre esteve lá
É apenas amor, e milagres por toda parte

Eu cantei essa música à cem, talvez à mil anos atrás
Ninguém nunca escutou, eu apenas cantei e fui embora
Pelo por do sol como os heróis do velho oeste fazem
Me diga o que você fará?

Aqui estou, eu estou certo de ver um sinal
Toda minha vida eu sabia que era meu
Sempre esteve aqui, sempre esteve lá
É apenas amor, e milagres por toda a parte

Kansas - Dust In The Wind

                   

Me apaixonei por esta música desde a primeira vez que a ouvi, em 1977, com o lançamento do disco  "Point Of Know Return". Inúmeras bandas e cantores gravaram  esta  música, mas saibam que a  original é do Kansas. Sublime, música e letra!


Kansas  -  Dust  In  The  Wind (tradução)


Eu fecho meus olhos
apenas por um momento
E o momento se foi
Todos os meus sonhos
passa diante dos olhos uma curiosidade
Poeira no vento
Tudo que eles são é poeira no vento

A mesma velha música
Apenas uma gota de água
Em um mar interminável (infinito)
Tudo o que fazemos
destroçando(esmigalhando) ao solo [cai em pedaços]
Embora nós nos recusamos a ver
Poeira no vento
Todos nós somos é poeira ao vento, ohh

Agora, não "espere ai!" / não desperdice o minuto
Nada dura para sempre
Apenas o céu e a terra..
Isso vai embora
E todo o seu dinheiro
Não comprará outro minuto
Poeira no vento
Tudo que somos é poeira no vento
Poeira no vento
Tudo é poeira no vento
o vento.

Kansas - Cheyenne Anthem

                   

Este lindo vídeo progressivo é um tributo da banda aos primeiros habitantes da América do Norte, que foram despojados de suas terras, tradições, dignidade e finalmente, de suas vidas! Fruto da ganância desenfreada dos que lá colonizaram. Não deixem de ver!!!


Kansas  -  Cheyenne  Anthem (tradução)

Das montanhas até o sol, a vida apenas começou,
Nós nos casamos com essa terra e empenhamos nossas almas para conhecer seu fim.
A vida apenas começou
Aqui minhas pessoas vagam pela terra no reino de nosso nascimento,
Onde a poeira de todos os nossos cavalos esconde o sol
Nós somos poderosos na terra, na terra

Você veio me mover, tirar-me da minha casa antiga,
Terra de meus pais Eu não posso deixá-los agora,
Nós compartilharemos com você, nenhum homem é dono dessa terra em que estamos.

Agora as rodas estão rodando ouça os ventos uivantes da guerra
É meu destino lutar e morrer,
Não existe solução, não podemos achar outro caminho, Deus deixe-me ficar
Sob o céu infinito e a terra abaixo,
Aqui eu nascí para viver e eu nunca irei, oh não

Mas não podemos resistir como a terra e as montanhas
A vida não é nossa para a mantermos, para um novo nascer do sol

Brevemente esses dias se vão, pela nossa liberdade precisamos pagar
Todas as nossas palavras e ações são levadas pelo vento, no chão nossos corpos
permanecem, aqui permanecemos

Kansas - Taí Uma Banda Extremamente Competente!



   Kansas é uma banda de rock norte-americana dos anos 70 especializada  no  estilo progressivo e, eventualmente,  nos estilos arena  rock  e  hard  rock. Dave Hope (baixo), Phil  Ehart (bateria), Robby Steinhardt (violino),  Steve Walsh (teclado e vocal)  e  Rich Williams (guitarra)  formaram a banda "White Clover"  em sua  cidade natal  de  Topeka, Kansas. Depois da entrada de Kerry  Livgren (teclado e guitarra) o nome da  banda  foi mudado para Kansas.

     Formado inicialmente por Steve Walsh (Teclados e vocal), Robby Steinhardt (Violino), Kerry Livgren (Guitarras), Billy Greer (Baixo) e Phil Ehart (bateria) eles gravaram grandes álbuns nos anos 70.  O primeiro chama-se "Kansas" e foi o trampolim para o êxito dos que viriam depois: "Song For América",  "Masque",  "Point Of Know Return"  e "Leftoverture", esses dois últimos ganharam vários prêmios.  A  banda  se  destacou  ao emplacar clássicos do rock progressivo como "Carry On Wayward Son", hoje, sucesso na  abertura do seriado norte-americano Supernatural, "Song For America" e "The Wall". Desta  época  também surgiu o maior sucesso do Kansas, a balada "Dust In The Wind".

     Como o sucesso costuma  trazer  junto a  discórdia, os  integrantes começaram a se desentender no que resultou na saída de Robby Steinhardt e Kerry Livgren.

     Os anos 80 entraram e a banda manteve o pique. Os álbuns "Audio Visions" e "Vinyl Confessions"  demonstram isto. Com a participação do produtor John  Elefante como novo integrante oficial, a banda  emplacou os  hits  "Play  The Game Tonight"  e "Fight  Fire With Fire", do álbum "Drastic Measures". Apesar de não seguirem  mais a linha  progressiva dos álbuns anteriores a banda manteve sua popularidade intacta.

     Um novo período de mudanças surge na banda, segue-se uma coletânea e em 1986 eles lançam novo trabalho no mercado,  trata-se de  "Power".  Um  álbum  totalmente voltado para o Hard  Rock,  inluência de Steve Morse que estreiava na guitarra. O álbum traz um resultado satisfatório, colocando o Kansas de igual  para  igual com as bandas de hard rock da época. Este disco contém excelentes canções como é o caso de  "Silhouettes  In  Disguise",  "All  I  Wanted"  e  "Three Pretenders"...

     Seguem com mais um álbum de estúdio: "The  Spirits  Of   Things",  que destaca  a canção "The Preacher". Vale apena frisar que desde algum tempo, Steve Walsh estava apenas como frontman  nas apresentações ao vivo.  A banda  permaneceu  um  tempo longe da mídia,  mas retornou com  força  total em 1995  com o álbum  "Freaks  Of Nature".  Este disco  mostrou um outro lado mais pesado da banda, que contava com mais o violinista David Ragsdale. O álbum é potente e preciso, as grandes músicas são "Desperate Times", "Hope Once Again", uma grande balada e "Black Phatom Four".

     Depois veio o disco "Always Never The  Same", junto com a "The London Shymphony Orchestra", o que não causou impacto. Após algum  tempo sem sucesso a formação original se junta  novamente e grava  "Somewhere  To  Elsewhere",  onde mostram  o  porque  de  o Kansas ser tão conceituada em termos de rock progressivo.

      Por fim,  indico o disco  "Kansas - Leftoverture",  de 1976, como  sendo  o  melhor deles. Um detalhe que eu queria salientar sobre esta banda é a grande preocupação com as  letras das músicas. É  evidente que as músicas são maravilhosas e muito bem produzidas, arranjadas e  executadas,  mas as letras levam mensagens sempre muito  bem  escritas  e  altamente construtivas.  Esta é uma banda do bem!  Uma das minhas preferidas. Procurem conhecê-la melhor e verão que tenho razão.
Fonte: http://pt.wikipedia.org
Para download grátis, buscar por: Kansas - Leftoverture (1976) - blogspot


05 janeiro 2013

Triumvirat - Excelente Prog Alemão


     Triumvirat foi uma banda alemã, formada em 1969, que fazia um rock progressivo com pitadas de erudito. O seu nome deriva do fato de serem apenas três executantes, obviamente. Um detalhe interessante é que eles tinham uma predileção psicótica por ratos, os quais sempre ilustravam as capas de todos os discos da banda. Seus fundadores foram Jürgen Fritz, Hans Bathelt e Helmut Koellen. Liderada por Jürgen Fritz, tiveram grande popularidade nos anos 70, com uma sonoridade que alguns consideram de estilo parecido com o trio Emerson, Lake & Palmer, o que no meu entender, é só uma ligeira semelhança mesmo...

     Durante o início, a banda executava músicas de sucesso em lugares famosos de sua cidade natal, Colônia. The Nice e Emerson, Lake & Palmer foram bandas que influenciaram a direção musical tomada por eles, tanto que incorporou algumas músicas dessas bandas em seu repertório. E fizeram fama na era do rock progressivo, durante a década de 70. A virtuosidade erudita de Jūrgen Fritz nos teclados e sintetizadores era realmente de arrepiar, mas, todos eles possuíam suas capacidades bem destacadas e reconhecidas.


     No início da década de 70, a banda enviou uma fita demo para a EMI Records em Colônia e ganhou seu primeiro contrato de gravação. Foram produzidos outros álbuns durante a mesma década, incluindo Mediterranean Tales, Across The Waters e Illusions on a Double Dimple. Em 1975, a banda atingiu o ápice de seu sucesso comercial com o lançamento de Spartacus, que é considerado por muitos um álbum clássico do rock progressivo. Realmente ele é muito bom, mas pessoalmente tenho uma preferência maior pelo disco “Illusions on a Double Dimple, de 1974. Todos eles são encontrados com bastante facilidade na internet e de forma gratuita.

     A banda sofreu várias mudanças, incluindo a perda do vocalista Helmut Köllen, que morreu de asfixia por monóxido de carbono, enquanto ouvia algumas de suas músicas de estúdio no carro que estava com o motor ligado em sua garagem. A banda terminou em 1980 com o lançamento de seu último álbum, Russian Roulette. Esta é uma banda respeitável!!!
Pesquisa: http://pt.wikipedia.org

Triumvirat - I Believe

                     


Triumvirat - I Believe (tradução)


Eu Acredito

Eu vendi minha alma para o rock and roll
Nunca a recebi de volta
Apesar de minhas gravações se tornarem ouro

Você diz que vendeu seus momentos muito bem
Trabalhando cinco dias seguidos
Esses trabalhos garantidos das oito às cinco significando inferno

É o modo de pensar de um jogador
Eu rabisco com ouro, você está são e salvo

Mas eu acredito que nós vamos fazer isso
Deixe os anos ruins bem longe
Sim, eu acredito, que nós podemos suportar isso
Atravessando a porta além do tempo

Eu nunca pareço encontrar tempo
Para fazer as coisas que planejo
Eu não consigo descobrir o que é certo

Você tem o futuro em suas mãos
Promoção em julho
Aquelas garotas do escritório sob seu comando

Você pode obter sua satisfação
Com sua esposa e filhos em casa

Mas eu acredito que nós vamos fazer isso
Deixe os anos ruins bem longe
Sim, eu acredito, que nós podemos suportar isso
Atravessando a porta além do tempo

Mas eu acredito que nós vamos fazer isso
Deixe os anos ruins bem longe
Sim, eu acredito, que nós podemos suportar isso
Atravessando a porta além do tempo

Dinheiro, dinheiro, dinheiro, dinheiro

Ele faz a roda da vida girar
Eu ganho meus pedaços de bolo
Você apanha suas migalhas do chão
Boa sorte, uma posse que você precisa
Então, tente manter isso bem perto
Talvez seus fins sempre irão se encontrar

É o modo de pensar de um jogador
Eu rabisco com ouro, você está são e salvo

Nós acreditamos que você vai fazer isso
Deixe os anos ruins bem longe
Sim, eu acredito, que nós podemos suportar isso
Atravessando a porta além do tempo

Sim eu acredito que vamos fazer isso
Deixe os anos ruins bem longe
Sim, eu acredito, que nós podemos suportar isso
Atravessando a porta além do tempo
Atravessando a porta além do tempo

Triumvirat - Old Loves Die Hard

                     

Triumvirat - Old Loves Die Hard (tradução)


Velhos Amores Custam a Morrer

Para encontrar um amigo
Não é tão fácil como derramar uma bebida
Mas é ainda mais difícil
Separar o bom daqueles que fedem

Para compreender isso, você levou anos
Um pouco assustado, às vezes com lágrimas
Você vai descobrir que você ainda é o mesmo
E todos aqueles à esquerda, os únicos a culpar

Velhos amores custam a morrer
E eu não posso ajudar
Mas está me dilacerando

Então, o que é deixado para você
É apenas para curar as cicatrizes de ódio
Parece um desperdício para tentar
Para ensinar um cachorro velho novos truques

Se o amor parece ser um crime
Se o ódio é impuro, é bom para enganar
Apenas deixe-me saber, porque eu vou tirar
Eu odeio odiar, eu quero amar

Velhos amores custam a morrer
E eu não posso ajudar
Mas está me dilacerando

Old ama die hard
Eles estão longe de serem bons
E eles só são bons de longe

Você cria um medíocre ataque cardíaco
Para encontrar a pista para o certo e o errado
Uma única palavra, às vezes tem mais efeito
Para indicar um ponto de vista
Isso poderia tornar sua fraqueza forte

Velhos amores custam a morrer
E eu não posso ajudar
Mas está me dilacerando

Velhos amores custam a morrer
Eles estão longe de serem bomns
E eles só são bons de longe

Não esconda o seu coração
Um novo amor vai começar

Triumvirat - Waterfall

                     

Triumvirat - Waterfall (tradução)


Cachoeira
Está chovendo por quinze dias ou mais
E a cada dia a pressão está ficando mais forte
Todas as casas lentamente afundam na água
Nós temos o suficiente para beber
Mas a comida está ficando mais curta

CACHOEIRA-Aqui é outro dia
CACHOEIRA-O sol se afastou
O céu abriu as portas
São Pedro está tentando varrer o chão
Ele enviou um milhão de gotas de chuva a caminho

CACHOEIRA - Aqui vamos nós outra vez
CACHOEIRA - nunca parece acabar
Nós costumávamos dirigir, mas agora nós flutuamos
Então, venda seu carro e compre um barco
Mas você não pode escapar da chuva

Todo mundo está procurando uma solução
Os especialistas do tempo, do Departamento de Poluição
Na notícia que disse que não há necessidade de se preocupar
Não há nada que possamos fazer
Basta aprender a nadar com pressa

CACHOEIRA - Aqui é outro dia
CACHOEIRA-O sol se afastou
O céu abriu as portas
São Pedro está tentando varrer o chão
Ele enviou um milhão de gotas de chuva a caminho
Enviou-os em seu caminho

E chove e chove
Chove durante todo o dia
As cidades são lavados
E chove e chove
Chove durante toda a noite
Chove o tempo todo

CACHOEIRA - Aqui é outro dia
CACHOEIRA - O sol se afastou
O céu abriu as portas
São Pedro está tentando varrer o chão
Ele enviou um milhão de gotas de chuva a caminho

CACHOEIRA - Aqui vamos nós outra vez
CACHOEIRA - Ele nunca parece ter fim
Nós costumávamos dirigir, mas agora nós flutuamos
Então, vender seu carro e comprar um barco
E se você comprar um segundo
Pode revelar-se como muita diversão
E não importa se a chuva

02 janeiro 2013

Ravi Shankar - I Am Missing You

                      

     Esta é a música de abertura do disco mais procurado e mais raro de Ravi Shankar, produzido e executado em parceria com seu grande amigo e discípulo George Harrison, e se trata de um monólogo que o autor teve com Deus. Ravi Shankar exerceu grande influência na música dos Beatles daí em diante.

Ravi Shankar No Festival Pop De Monterey

                      

     Apresentação de Ravi Shankar no Festival Pop de Monterey, na Califórnia, em 1967, onde ele toca uma raga descrevendo um diálogo entre a tabla e a cítara, dois instrumentos base da música indiana.

     Muitos executivos de gravadoras estavam na platéia e a maioria das bandas ganharam contratos de gravação depois de suas apresentações neste festival. Os artistas se apresentaram de graça, com toda a renda sendo doada às instituições de caridade. Mais de 200.000 pessoas compareceram ao festival, que é considerado como o começo do "Verão do Amor" dos hippies. Monterey foi o primeiro grande festival de rock do mundo, tornando-se assim modelo para futuros festivais, principalmente o famoso festival de "Woodstock".


01 janeiro 2013

Ravi Shankar - A Expressão Da Música Em Seu Nível Mais Profundo!


     Este virtuoso citarista indiano tinha uma especial ligação musical e espiritual com George Harrison, que faleceu em 2001. Como pessoa, ele era afável, manso e parecia saber tudo; um verdadeiro cidadão do mundo, com jeito de homem santo.



              Ravi Shankar, lenda da música indiana! 



      Tenho uma grande afinidade por suas composições e pelo sentimento puro que tão sabiamente conseguia imprimir nelas, sendo seu fã de carteirinha desde 1974. De toda a sua vasta discografia, considero três os melhores álbuns, a saber: "Shankar Family And Friends", de 1974, o mais raro deles, numa parceria feita com o seu grande amigo e discípulo George Harrison;  "Portrait Of Genius", de 1964, com Ragas espetaculares e "Transmigration Macabre, de 1973, onde deu maior ênfase a trabalhos percussivos em duo com cítaras, quando comprovou a todos a possibilidade de se transmitir sentimentos através da percussão, e que foi trilha sonora do filme "Viola".


       Não se tem muito a dizer sobre pessoas elevadas, a não ser o que já foi dito acima, do conhecimento de todos, e também que, certamente o mundo ficou mais pobre com a sua morte, ocorrida no último dia 11. Indico os três discos citados acima, para quem deseja ter, conhecer e captar o que há de melhor nas suas criações e que podem ser encontrados gratuitamente na internet.

                            Encontre-nos nas Redes Sociais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...